top of page

“Rir pra não chorar” leva alívio e conforto aos hospitais

Rio de Janeiro, 07/12/2023

Por Redação GBNEWS

Fotos: Divulgação

O Projeto "Rir Pra Não Chorar" tem iluminado muitas pessoas, oferecendo uma abordagem única de cuidado integral. Com práticas como risoterapia, ludoterapia, contação de histórias, musicoterapia e espiritualidade, esta iniciativa vai além da medicina convencional, trazendo alívio e cura emocional.

Desde 2016, até os dias de hoje o projeto tem sido o lar de uma iniciativa singular que vai além dos tratamentos médicos convencionais. Sob a direção de Aline Khadour, o projeto "Rir Pra Não Chorar" tem se destacado como um farol de cuidado integral, proporcionando alívio e esperança à comunidade.


O projeto integra práticas inovadoras, incluindo risoterapia, ludoterapia, contação de histórias, musicoterapia e espiritualidade por meio de palestras e terapias de grupo. Essas atividades desempenham um papel crucial na promoção da saúde dos participantes, criando um ambiente terapêutico onde o riso, a alegria e o amor são protagonistas.

Além de oferecer alívio físico, o "Rir Pra Não Chorar" tem sido uma fonte de apoio emocional e espiritual para os participantes. Ao integrar métodos terapêuticos tradicionais com elementos espirituais, a iniciativa destaca-se como um catalisador de transformações significativas nas vidas daqueles que participam.


Desde seu início, o projeto cresceu e evoluiu, e hoje é um ponto de referência no Rio de Janeiro. A visão clara da dedicada equipe tem sido oferecer um espaço onde o riso e a alegria são instrumentos poderosos de cura.


"Rir Pra Não Chorar" é mais do que um projeto; é um farol de positividade, iluminando caminhos e transformando vidas. Cada riso conta uma história de superação, e cada história é um testemunho do poder transformador do amor e da alegria.


Para quem quiser se juntar nesta jornada inspiradora. entre em contato com Aline Khadour através do número 21 997828999 e siga a página no instagram para saber mais: @projetorirpranaochorar-rj

Comments


bottom of page