top of page

Governo hospeda brasileiros em Gaza ao lado da fronteira com Egito para facilitar repatriação

Rio de Janeiro, 15/10/2023

Por Redação GBNEWS

Foto: Rede Social

Oito dos 16 integrantes do grupo que está hospedado em Rafah, ao lado da fronteira com o Egito


Para um grupo de 16 brasileiros, predominantemente composto por mulheres e crianças, o barulho constante de explosões e destruição cada vez mais próximas ao local em que estavam hospedados foi substituído por uma casa provisória simples, aberta, e com um mínimo de conforto e segurança. O sentimento de alívio ainda não é completo, mas eles estão bem mais próximos do retorno para casa.

O grupo estava abrigado na escola católica Rosary Sisters, no norte de Gaza, e conseguiu neste sábado sair de lá num ônibus fretado pelo Governo Federal. Eles seguiram por uma rota de cerca de 25km até Khan Yunis, ao sul da Faixa de Gaza. No caminho, muita destruição e alguns obstáculos resultantes da guerra. Na chegada, eles se juntaram a outro grupo de 12 brasileiros que têm interesse na repatriação. Ao todo, são 28 pessoas, com 14 crianças, oito mulheres e seis homens adultos.

Para garantir uma noite mais tranquila, o Governo Brasileiro alugou uma pequena casa já em Rafah, a uma caminhada de distância do posto de fronteira com o Egito, para os 16 que estavam na escola. Uma estrutura simples, mas digna e com espaço para todos descansarem até o momento de seguirem a logística de retorno.

"Ali eles ficarão aguardando tranquilamente o momento de passar, quando a fronteira se abrir. Uma enorme diferença em relação à tensão e às bombas de onde estavam até hoje pela manhã", afirmou o embaixador Alessandro Candeas, chefe do Escritório de Representação do Brasil em Ramala, na Cisjordânia. "Graças a Deus eles estão longe da parte mais intensa dos bombardeios”.

Assim que eles cruzarem a fronteira e ficar definida a logística final de retorno, a aeronave da Presidência da República destacada para resgatar o grupo sairá de Roma, na Itália, para o aeroporto designado no Egito. A aeronave é um VC-2 da Embraer com 40 lugares.

Durante todo o sábado (14), o Governo Federal seguiu em articulações com autoridades palestinas, do Egito e de Israel para viabilizar o cruzamento em segurança da fronteira do território palestino com o Egito em Rafah. “Assim que abrir, imediatamente a gente consegue fazer o nosso pessoal cruzar", comentou Candeas.


Comentarios


bottom of page