top of page

Deputado faz vistoria surpresa no Sambódromo encontra irregularidades

Rio de Janeiro, 21/3/2023

Por Redação GBNEWS

Fotos: Divulgação

Presidente da Comissão de Defesa do Meio Ambiente, da Alerj, Jorge Felippe registrou galerias entupidas, esgoto a céu aberto, focos de mosquito, entre outros problemas; o deputado vai encaminhar o relatório ao Ministério Público

O deputado Jorge Felippe Neto (AVANTE) esteve no Sambódromo, na manhã desta segunda (20), acompanhado da equipe técnica da Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Alerj, da guarnição do Comando da Polícia Ambiental - CPAm, técnicos da concessionária Águas do Rio e integrantes da Riotur para realizar uma vistoria no local. A iniciativa teve o objetivo de verificar as condições das galerias de águas pluviais, uso de banheiros químicos, a rede coletora de esgotos e outras questões ligadas à conservação da Passarela do Samba.


Na galeria de águas pluviais foi constatado acúmulo de água residual fétida com alto grau de reprodução de mosquitos, indicando sua condição inadequada de escoamento e manejo.

Nos banheiros químicos, com conexões provisórias na rede coletora de esgotos ao ar livre, os riscos de vazamento em áreas de uso comum são inquestionáveis. E na rede coletora de esgotos a situação é propícia a ocasionais extravasamentos por falta de conservação.

E mais: foi identificado o uso de creolina e materiais inadequados nas GAPs - Galeria de Águas Pluviais, o que acaba motivando a poluição da água que segue para a Baía de Guanabara. Na ocasião, a concessionária Águas do Rio se comprometeu em avaliar as condições da galeria de águas pluviais e a rede coletora de esgotos, determinando as intervenções necessárias para solucionar os problemas identificados.


“O sambódromo é um cartão de visitas da cidade e não merece o tratamento que vem recebendo. Vamos oficiar os órgãos através da Comissão e cobrar soluções definitivas para não vermos a avenida virar um valão, como vimos em fevereiro”, disse o Jorge Felippe.


Durante o Carnaval, o próprio deputado registrou casos de vazamento do esgoto e problemas estruturais. Além disso, com as fortes chuvas na cidade, em fevereiro, o Sambódromo, também, sofreu com alagamentos.

De acordo com o deputado Jorge Felippe, a Comissão irá enviar ofícios aos órgãos responsáveis.


"Vamos acionar a Riotur para cobrar melhorias nas condições estruturais do Sambódromo, na questão do esgotamento sanitário, indicando a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto - ETE. Para a Secretaria Municipal de Saúde vamos cobrar sobre o acúmulo de água e a reprodução de mosquitos e para a Águas do Rio vamos solicitar que seja apresentado projeto de melhoria no sistema de coleta de águas pluviais e efluentes sanitários", informa ele.


.Além disso, o deputado vai encaminhar as denúncias ao Ministério Público.


Коментарі


bottom of page