top of page

Copacabana recebe ações do Plano Operacional Integrado de Segurança Turística

Rio de Janeiro, 12/8/2022

Por Redação GBNEWS

Fotos: Ascom/SeturRJ

As primeiras ações do Plano Operacional Integrado do Conselho Estadual de Segurança Turística foram colocadas em prática na orla de Copacabana, Zona Sul carioca. Organizado pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ), com a supervisão das polícias Civil e Militar, a operação tem a finalidade de melhorar a experiência dos visitantes na praia, calçadão e em toda a extensão da Avenida Atlântica. O objetivo é reduzir o número de crimes na região e garantir o ordenamento urbano em parceria com a Prefeitura do Rio.

- Esse plano é um esforço conjunto de diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado do Rio, prefeitura e entidades privadas. A integração, que passa por construção de projetos, diálogos e troca de informações, vai dar um maior apoio para a experiência turística na região - disse o secretário estadual de Turismo, Sávio Neves.

A supervisão do plano será feita por unidades de segurança especializadas em turismo do estado, como a Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat), da Polícia Civil, e o Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur), da Polícia Militar. Também integram a iniciativa agentes do Programa Copacabana Presente, que é vinculado à Secretaria de Estado de Governo, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Orla Rio (responsável pelos quiosques da praia) e Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RJ), entre outros.

- O início da operação nasce da necessidade de aprimorar processos de atuação articulada envolvendo as instituições que participam ou apoiam a segurança turística – disse o comandante do BPTur, tenente-coronel Robson Cardeal.

O BPTur será responsável pelo direcionamento do policiamento ostensivo, organização de rondas e operações integradas, além do monitoramento feito por drones. À Deat caberá concentrar e organizar todos os cadastros realizados na operação, além de monitorar as prisões e o acompanhamento junto às audiências de custódia.

- Copacabana é a praia que mais atrai turistas no Brasil. O plano servirá de norte para possíveis expansões e também de parâmetro de avaliação do nosso trabalho - afirmou Patrícia Alemany, delegada titular da Deat.

Construção de rede de segurança

O plano começou a ser implementado em pontos de salvamento, com início na área dos postos 5 e 6. Neste primeiro momento, é feito cadastramento das barracas de praia, quiosques, hotéis e restaurantes do perímetro, construindo rede de segurança na região. Os bombeiros vão atuar regularmente e apoiar as forças de segurança. Durante a operação, além dos drones, também serão usadas câmeras e tendas na praia.

O cronograma de implantação do programa avança para os postos 3 e 4 em 18 de agosto e chega ao 1 e 2 em 24 de agosto. Serão realizadas reuniões para avaliação de resultados em planejamento durante todo este mês.

Também estão envolvidos no plano: secretarias municipais do Rio de Turismo, de Ordem Pública e de Assistência Social; Fecomércio; Sindrio, Associação Brasileira dos Agentes de Viagem (Abav-RJ); Associação Brasileira dos Jornalistas de Turismo (Abrajet-RJ); Apresenta Rio; Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais (ABOTTC); e HotéisRio.





Comments


bottom of page