top of page

Cadáver de jovem é encontrado em Maricá

Rio de Janeiro, 30/01/2023

Por Gilson Barcellos

Maricá, cidade bilionária com royalties do petróleo, segundo resultado parcial do censo divulgado pelo IBGE em dezembro de 2022, teve sua população aumentada em cerca de 75,69% em relação ao censo de 2010. Agora, são 223.938 habitantes e como o número de policiais civis e militares não aumentou, a cidade passou a frequentar as páginas policiais da imprensa. É um crime atrás do outro. Hoje (30), foi encontrado o corpo em decomposição da jovem de 16 anos, Maria Eduarda de Oliveira Ramos. Nos últimos meses foram assassinadas três jovens.


A adolescente estava desaparecida desde 21 de janeiro e foi encontrado o corpo nesta segunda-feira (30), por funcionários da Prefeitura de Maricá que trabalhavam no local e que sentiram um forte cheiro. Foram conferir e encontraram o cadáver de Maria Eduarda, reconhecido por familiares pelas unhas e a roupa que usava quando desapareceu. As duas pernas da jovem estavam quebradas.


Com esses casos de assassinatos de jovens em Maricá ainda não se pode afirmar que foram cometidos por uma única pessoa. Fica a pergunta para a polícia responder: o autor é estuprador em série ou psicopata?


A Prefeitura de Maricá já ofereceu aos últimos governadores do Estado uma área para a construção de um Batalhão da Polícia Militar. O governo municipal além de doar o terreno também bancaria a construção. Nada foi resolvido até agora. O 12º Batalhão da PM, em Niterói, é o responsável pelo policiamento também em Maricá e tem uma Companhia que hoje não tem como cobrir toda a cidade.

Maricá tem apenas uma delegacia policial que está localizada no Centro. Casos que ocorrem nos extremos da cidade, como Ponta Negra e Itaipuaçu são levados para a 82ª DP após percorrer cerca de 20km pela RJ-106.


Kommentare


bottom of page