Mosquito deixa Itaboraí em risco de surto e Niterói, Maricá e SG em estado de alerta


A chikungunya, a dengue e a zika seguem assolando a região em 2018. Com índices de infestação de 1,2% em Niterói; 1,7% em São Gonçalo; e 1,2% em Maricá, os três municípios estão em situação de alerta, com índices acima do 1% tolerado pelo Ministério da Saúde (MS). Itaboraí, com índice de 4,9%, já enfrenta risco de surto. Os dados são do último Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), do Ministério da Saúde, e foram divulgados na última quinta-feira. Segundo o MS, índices de até 1% são considerados satisfatórios, entre 1% e 3,9% requerem estado de alerta e, acima de 4%, configuram risco de surto.

De acordo com levantamento do Ministério da Saúde, 22% dos municípios brasileiros apresentaram alto índice de infestação. No Estado do Rio, 56 cidades estão em situação de alerta ou risco de surto de dengue, zika e chikungunya. Do total, 4 estão em risco de surto. O estudo é realizado através da identificação de pontos onde estão concentrados os focos do mosquito em cada município, além de revelar quais os principais tipos de criadouros predominantes em cada área.