Garotinho quer governar o Rio novamente

Rio de Janeiro, 19/5/2022

Por Gilson Barcellos

Foto: Reprodução

Garotinho exibe o documento entregue ao comando do União Brasil


O ex-governador Anthony Garotinho (UB) anunciou numa live no início da noite desta quarta-feira (18), que é pré-candidato à sucessão do governador Cláudio Castro (PL) e que tudo depende agora do partido União Brasil.


Após reunião com os presidentes nacional e regional da sigla, respectivamente Luciano Bivar e Waguinho Santos, Garotinho encaminhou aos dirigentes um documento colocando seu nome à disposição do União Brasil para disputar a cadeira número um do Palácio Guanabara.


“Tudo agora vai depender da minha posição nas pesquisas conforme ficou acertado com Bivar e Waguinho. Se não disputar o governo do estado, não participarei das eleições de outubro. Não penso em ser deputado estadual ou federal e nem senador”, disse Garotinho que criticou a atual administração estadual.


Na verdade, o União Brasil quer uma participação maior no governo de Cláudio Castro. Se não conseguir, será oposição.


Na live, Garotinho lembrou que no seu governo teve cerca dezenas de programas sociais, muitos deles copiados em vários estados e municípios como o cheque cidadão, restaurante popular e farmácia popular.


O ex-governador disse ainda que sofreu uma série de perseguições por ter denunciado corruptos que se instalaram nos poderes executivo, legislativo e judiciário, e que teme o futuro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que teve conselheiros corruptos afastados e substituídos por técnicos e que agora volta a velha prática de indicações políticas.