top of page

Começa no Egito a COP27 com a presença de Maricá

Rio de Janeiro, 06/11/2022

Por Redação GBNEWS

Fotos: Fabrício Faqueco e Vinícius Manhães

Começou neste domingo (06) no Egito, a conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, a COP27, que vai até o próximo dia 18 em Shatm el-Sheikl. O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Julio Carolino, vai falar sobre a experiência de Maricá em agricultura urbana onde participa do projeto “Diálogos Multissetoriais sobre Sistemas Alimentares Urbanos no Sul Global (África e América Latina)”. A COP-27 é o evento mais importante e o maior já realizado sobre o tema de mudanças climáticas.

“Estou muito feliz com essa participação. É uma felicidade muito grande levar as experiências de Maricá para o mundo, assim como aconteceu no Pacto de Milão realizado no Rio de Janeiro em outubro. Tenho certeza que vamos conseguir satisfazer as expectativas de outras nações com nossos projetos agroecológicos”, declarou Julio.

A candidatura da cidade para o projeto ¬ desenvolvido pela organização Governos Locais pela Sustentabilidade (ICLEI, na sigla em inglês), em parceria com a FAO, órgão das Nações Unidas para alimentação e agricultura – foi aceita após a Prefeitura de Maricá apresentar 12 programas municipais em andamento, que dão acesso à população de baixa renda a refeições balanceadas e saudáveis.

Entre os programas, estão as praças agroecológicas, hortas comunitárias, restaurante municipal, caminhão do peixe, fábrica municipal de desidratados, Selo de Inspeção Municipal, plantio de árvores frutíferas em áreas públicas, feira de agricultura familiar, apicultura, mercado municipal para produtores locais, reciclagem de matéria orgânica e desenvolvimento de técnicas inovadoras para a produção agrícola.

Para Julio Carolino, os moradores mudaram seus hábitos e passaram a criar hortas em suas residências a partir da experiência com a Praça Agroecológica de Araçatiba. No local, as pessoas podem colher e levar para casa verduras, legumes e hortaliças. Além disso, aprendem sobre técnicas de cultivo no Sábado Agroecológico, realizado todo primeiro sábado do mês. Julio disse ainda que foi criado um conceito no município onde toda praça que é construída já nasce com uma horta.

“Hoje, o conceito de praça agroecológica é uma realidade. Ao invés de concretar o quintal, o morador cria uma horta em casa. Também criamos a fábrica de desidratados para estimular a produção. A gente pega a banana que o agricultor não conseguiu vender e desidrata dando mais segurança ao produtor”, destaca.




Comments


bottom of page