Procon fiscaliza e autua papelarias no Rio, Niterói e São Gonçalo

Foram encontradas irregularidades em vários estabelecimentos

fiscalizados nos três municípios da Região Metropolitana

fotos Ascom/ProconEstadual

O Procon Estadual realizou nesta terça-feira (09) mais uma etapa da Operação Professor Girafales. Desta vez a ação, que tem o objetivo de fiscalizar papelarias, vistoriou cinco estabelecimentos na Tijuca, Zona Norte do Rio. No total, quatro apresentaram irregularidades e destas, três foram notificadas e uma autuada.


As papelarias Nosso Estilo, Casa Silva e Papel Moderno não apresentaram o Certificado do Corpo de Bombeiros e o Livro de Reclamações da papelaria Nova Magu não estava autenticado pelo Procon Estadual.

Todas as papelarias fiscalizadas eram localizadas na Rua Conde de Bonfim, e a Nosso Estilo (767), Casa Silva (605) e Nova Magu(10) foram notificadas e a Papel Moderno (318), autuada. A papelaria Kalunga (604) não apresentou irregularidades.


Balanço da Operação Professor Girafales na Tijuca


1 - Papelaria Nosso Estilo (Rua Conde de Bonfim, 767 lj A): Ausência de certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros.


2 - Papelaria Casa Silva (Rua Conde de Bonfim, 605): Ausência de preços em alguns produtos expostos. Ausência do Certificado do Corpo de Bombeiros.


3 - Papelaria Nova Magu (Rua Conde de Bonfim, 10): Apresentou o Livro de Reclamações sem autenticação do PROCON/RJ.


4 - Papelaria Papel Moderno (Rua Conde de Bonfim, 318): Ausência do Certificado do Corpo de Bombeiros.


Fiscalização em Niterói e São Gonçalo


O Procon Estadual atravessou a ponte Rio-Niterói e fiscalizou 11 papelarias em Niterói e São Gonçalo. No total, sete apresentaram irregularidades e destas, cinco foram notificadas e duas autuadas.


O problema mais encontrado foi a ausência de preços nos produtos expostos à venda, obrigando o consumidor a solicitar informações dos vendedores sobre eles. Foram seis papelarias vistoriadas com esta irregularidade. Em segundo lugar ficou a ausência do certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros. Com este problema, foram encontradas pelos fiscais cinco papelarias.

Quem apresentou mais irregularidades foi a Papelaria e Livraria Tid’s (Av. Visconde de Rio Branco, 295, Centro- Niterói). Além das duas irregularidades já apontadas, havia buracos no teto, expondo a fiação elétrica. A loja, que foi uma das autuadas, tem um prazo de 15 dias para consertar esta irregularidade. Caso isso não ocorra, ela poderá ser interditada. Outro problema encontrado pelos fiscais se refere ao Livro de Reclamações. Apesar dos funcionários da papelaria apresentarem o livro, ele estava trancado em um cofre que apenas uma funcionária tem a chave. E ela não se encontrava na loja quando os fiscais chegaram. O Livro de Reclamações deve ficar em um local que possa ser apresentado aos clientes sempre que um deles solicitá-lo.


Não foram encontradas irregularidades nos seguintes estabelecimentos: Art Nit (Plaza Shopping, Centro, Niterói), Kalunga (Av. Pres. Kennedy, 425, Centro, São Gonçalo), Caçula (Rua Capitão Juvenal Figueiredo, Km 10, Colubandê, São Gonçalo), Kalunga (Shopping São Gonçalo), Papelaria São Gonçalo (Travessa Zeferino Reis, 102, Neves).


Balanço da Operação Professor Girafales:


1 - Papelaria e Livraria Tid's (Av. Visconde do Rio Branco, 295, Niterói): Ausência de preços nos produtos expostos para a venda; teto com buracos expondo a fiação (prazo de 15 dias para reparos sob pena de interdição); ausência do Certificado do Corpo de Bombeiros; Livro de Reclamações estava trancado em um cofre que apenas uma funcionária, que não estava na loja na hora que os fiscais chegaram, tem acesso.


2 – Toca do Papel (Rua São Clemente 70, Centro, Niterói): Ausências de preços nos produtos expostos para a venda; do Certificado do Corpo de Bombeiros; e do cartaz do Livro de Reclamações.


3 – Papel e Arte (Rua da Conceição, 99, Centro, Niterói): Ausências de preços nos produtos expostos para a venda; do Certificado do Corpo de Bombeiros.


4 – Papelaria Sagarana (Av. Dezoito do Forte, 170, Mutuá, São Gonçalo): Ausência de alvará de funcionamento e do Certificado do Corpo de Bombeiros.


5 – Caçula (Av. Visconde do Rio Branco, 287, Centro, Niterói): Ausência de preços nos produtos expostos para a venda e do Certificado do Corpo de Bombeiros.


6 – Papelaria Falcão (Rua da Conceição, 212, Centro, Niterói): Ausência de preços nos produtos expostos para a venda.


7 – Papelaria Enfoque (Rua Feliciano Sodre, 137, Centro, São Gonçalo): Ausências de preços nos produtos expostos para a venda.