Quaquá dá livro a Dirceu e Lindberg perde mais uma eleição


O presidente do PT do Estado do Rio e ex-prefeito de Maricá, Washington Quaquá, participou em Brasília do 6º Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores. Quaquá esteve com Zé Dirceu e entregou o seu recém-lançado livro “Da Favela ao Poder”.


Neste congresso, o senador Lindberg Farias, do Rio de Janeiro, amargou mais uma derrota nas urnas. Nas últimas eleições, tentou o governo do Estado e não chegou a ir para o 2º turno. O “lindinho” como era chamado quando prefeito de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, perdeu a disputa para a senadora paranaense Gleisi Hoffmann, líder do PT no Senado e ré na Lava Jato.


Gleisi é acusada de receber R$ 1 milhão do esquema de corrupção na Petrobras para sua campanha em 2010. Ela e seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, respondem por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, mas negam as acusações.


A senadora contou com apoio de Lula na sua campanha à presidência do PT. Hoje, ao tomar conhecimento que o Ministério Público Federal (MPF) pediu sua prisão no processo que apura a compra de um tríplex, o ex-presidente da República disse que não há provas contra ele e que criticou o procurador geral da República Rodrigo Janot. As críticas ao MPF foram feitas durante seu discurso no Congresso do PT.


Zé Dirceu que recebeu o livro de Quaquá foi condenado a prisão no processo do Mensalão que estourou no governo de Lula e também na Lava Jato por corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Conseguiu a liberdade com uso de tornozeleira, mas ainda responde a vários processos.