Estado vai apoiar eventos de motos

Rio de Janeiro, 14/01/2021

Por Paulo Roberto Araújo


Depois de anos de luta, os encontros de motociclistas, que movimentam o turismo regional na baixa temporada, terão enfim o apoio do governo do estado. O anuncio foi feito pelo subsecretário de Eventos, Marcelo Monfort, após receber o calendário de encontros promovidos pelos motociclistas. Ele só não foi cumprido em 2020 por causa da pandemia do coronavírus.

Marcelo Monfort recebeu o calendário de eventos e garantiu apoio do estado


A expectativa de Monfort é que os encontros de motociclistas, assim como os demais eventos, sejam retomados ainda no fim do primeiro semestre do ano, após a chegava da vacina. A intenção é realizar um grande evento de abertura, no Rio, com a presença do governador Cláudio Castro (PSC), além do Salão Moto Brasil, que será realizado no Parque Olímpico da Barra da Tijuca.


-- Também estamos estudando a criação de um protocolo através do qual os organizadores legalizem os encontros acessando o portal onde estarão representados todos os organismos do estado, com os Bombeiros, Polícia Civil e PM. Os produtores há anos reclamam da burocracia e de exigências diferentes num mesmo estado. Esta é uma prioridade – afirmou Monfort.

A subsecretaria de Eventos passou há poucos dias para a pasta do Turismo, cujo secretário é Gustavo Tutuca. Ele foi procurado, na visita que fez a Cabo Frio, por representantes de moto-clubes, que pediram apoio para organizarem seus eventos, que atraem milhares de pessoas, inclusive de outros estados, movimentando a economia dos municípios.


-- O secretário é do interior, admira o espírito familiar que existe nos encontros de motociclistas e determinou prioridade no apoio aos eventos, que também contarão com a parceria da Companhia de Turismo do Estado do Rio (TurisRio), presidida por Sérgio Ricardo.


Mais de 30 eventos tradicionais do Estado do Rio foram cancelados em 2020 por causa da pandemia. Os organizadores estão esperando a chegada da vacina para dar início ao calendário de 2021, que poderá começar em maio com o Salão Moto Brasil, que chega à sua 10ª edição. Monfort já está com a lista dos encontros tradicionais do Rio. Produtor de eventos antes de assumir a subsecretaria, ele conhece bem as dificuldades enfrentadas pelos organizadores:


-- Os eventos terão fundamental importância na retomada econômica do nosso estado. E os motociclistas sabem fazer isso como ninguém, mas jamais contaram com a ajuda do governo estadual. Vamos mudar este quadro – prometeu.

Responsável pela documentação do Imperial Moto Fest, em Petrópolis, Luiz Fernando Lima aplaudiu a medida, lembrando que o mesmo órgão estadual faz exigências diferentes aos organizadores de eventos, prejudicando a organização prévia. Ezequiel Ribeiro, do Diveneta de Cabo Frio, também gostou da ideia de criação do portal para legalização dos eventos:


-- Em alguns anos, perco até seis meses entre um órgão e outro, incluindo a Prefeitura, para legalizar meu evento. São colocadas muitas dificuldades para um evento que só atrai visitantes, dinheiro e renda para a cidade – disse o motociclista.