top of page

Inea e Secretaria de Ambiente fazem vistoria nas Lagoas de Piratininga e Itaipu


A Comissão de Saneamento Ambiental da Alerj irá acompanhar, a partir das 10h desta quinta-feira (12), uma vistoria do Inea e da Secretaria de Estado do Ambiente nas Lagoas de Piratininga e Itaipu, na Região Oceânica de Niterói. O ponto de encontro será junto à pista de pouso dos parapentes no Cafubá, ao lado do canteiro de obras do Parque Orla Pirarininga, logo após a saída do túnel Charitas-Cafubá.

Lagoa de Piratininga na Região Oceânica de Niterói

De acordo com o presidente da Cosan, deputado Gustavo Schmidt, a vistoria poderá confirmar diversas suspeitas de despejo ilegal de efluentes sanitários e outras irregularidades que ameaçam o meio ambiente, a fauna e a flora locais, detectadas pelos técnicos da Comissão de Saneamento a partir de denúncias enviadas por moradores e pescadores da região.

Na ocasião, também serão observadas a situação da comporta do Camboatá, a desobstrução do Túnel do Tibau e a necessidade do desassoreamento dos canais centrais das lagoas e do canal de Itaipu, bem como a expansão do seu molhe para evitar o acúmulo de sedimentos na sua foz.

Recentemente, a Cosan solicitou ao Ministério Público Estadual e órgãos públicos ambientais o embargo das obras de implementação do projeto Parque Orla Piratininga até que seja apresentado o inventário e levantamento faunístico. De acordo com técnicos da Comissão, os trabalhos conduzidos pelo consórcio contratado pela Prefeitura colocam em risco diversas espécies de animais que têm o local como habitat natural, verificando a necessidade de se preservar ninhos, abrigos e criadouros naturais da fauna silvestre da Lagoa de Piratininga, constatando a descaracterização das áreas úmidas do ecossistema lagunar sem preocupação com a conservação do habitat das espécies nativas.

bottom of page