PDT de Rodrigo Neves e Carlos Lupi vira sucursal do PT em Niterói

O  prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, continua com o PT circulando nas veias, embora tente esconder.  Neves saiu do Partido dos Trabalhadores de Lula, foi para o Partido Verde (PV), passou a ser chamado de prefeito melancia porque era verde por fora e vermelho por dentro, e acabou se filiando ao PDT. Ano que vem tem eleição municipal e como está no segundo mandato, vai colocar a mão no ombro de um candidato de confiança para ser seu sucessor. Está cercado de políticos - de diversos partidos -, maioria secretários da sua gestão, doidos para ocupar a cadeira mais importante de Niterói, cidade que como Maricá recebe milhões de reais de royalties do petróleo

O colunista niteroiense Gilson Monteiro mostra num artigo que o prefeito Rodrigo Neves ainda está com o vermelho do PT circulando em suas veias. O GBNEWS toma a liberdade de reproduzir a foto montagem e o texto na íntegra do artigo do xará Gilson Monteiro

 

"Com a eleição de sua nova executiva, o PDT de Niterói virou PT de vez. O novo comando do partido fundado por Leonel Brizola é o seguinte: presidente, Rodrigo Neves, ex-PT; vice-presidente, Chico D’Ângelo, ex-PT; tesoureiro, Marcelo Martins, ex-PT; secretário-geral, Miguel Vitoriano, ex-PDT; vogais Fernanda Sixel, ex-PT, e Bárbara Siqueira, ex-PT.

 

A turma assumiu e colocou para escanteio os brizolistas históricos, alijando a turma remanescente de Jorge Roberto Silveira, que com a entrada de Rodrigo Neves no PDT, pediu o afastamento da legenda por tempo indeterminado.

 

Não é surpreendente para ninguém, porque o governo de Rodrigo Neves nunca perdeu o ranço petista de governar. Sua administração tem 54 órgãos com status de Secretaria, mais do que o dobro de Ministérios do Governo Federal, além de mais de cinco mil cargos comissionados, com mais da metade dos nomeados recebendo sem trabalhar.

 

As duas mais importantes secretarias, Educação e Saúde, estão entregues a grupos petistas e a outras cinco dezenas foram distribuídas numa sinecura com as mais variadas legendas e a vereadores.

 

É de se estranhar que Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, deixe acabar em Niterói com o simbolismo do partido fundado por Leonel Brizola. Logo Niterói, cidade que o governador tanto gostava. A legenda está descaracterizada, só faltando agora trocar a flor pedetista pela estrela petista.

 

Na cidade existem agora o PT 1 e o PT 2. O PDT brizolista, já era.

 

E quem paga a conta é o pobre do contribuinte, através de um dos IPTUs mais caros do país. Apesar da dinheirama milionária dos royalties do petróleo que enche os cofres do município".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino