Passaralho em Cabo Frio: prefeito exonera 1700 comissionados

No seu primeiro dia de governo, o recém empossado prefeito de Cabo Frio, Adriano Moreno (Rede), mostrou que vai enxugar a máquina administrativa. Numa canetada só, exonerou 1700 funcionários comissionados

foto divulgação

Numa canetada só, Adriano demitiu 1700 comissionados nomeados pelo ex-prefeito Marquinho Mendes (MDB)

Além da assinatura do decreto, a primeira reunião de Adriano foi com a Procuradoria e Controladoria do Município com o objetivo de avaliar possíveis ações, que contribuam para reduzir os gastos com funcionalismo. Para isso, Adriano também está realizando um levantamento dos contratos que foram assinados durante o período eleitoral, o que é ilegal, e avaliando junto ao corpo jurídico a possibilidade de cancelá-los.

A previsão é que o novo governo reduza o orçamento do município da forma necessária para se enquadrar à Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê gasto público com o funcionalismo de até 54%. Atualmente, Cabo Frio já ultrapassaram esse percentual, chegando a aproximadamente 67%.

Ainda durante o primeiro dia de trabalho, o novo prefeito de Cabo Frio também esteve reunido com o funcionalismo para apresentar as metas do governo.

“Nosso governo será de austeridade, técnico, de responsabilidade e sempre priorizando uma Cabo Frio melhor para os cabofrienses, inclusive para os funcionários. Por isso precisamos do comprometimento de cada um deles. A mudança começa dentro nós e vamos juntos, construir um governo mais justo para todos”, destacou o prefeito.