Eduardo Paes recebe convites para se filiar ao PP e PR

O ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes, vai mudar de partido para disputar a sucessão do governador Luiz Fernando Pezão (MDB). Neste fim de semana, ele comunica ao ministro do Esporte, deputado federal licenciado Leonardo Picciani, e ao deputado federal Marco Antônio Cabral que estará deixando o MDB.

O ex-prefeito pensa em se filiar ao PP e presidir o partido no Rio. Para isso, conversou com o atual presidente regional e vice-governador Francisco Dornelles, e com o presidente nacional Ciro Nogueira, do Piauí, amigo de longa data porque estudaram juntos na PUC-Rio.


O PR também quer Eduardo Paes nas suas fileiras para conquistar o governo do Estado do Rio. As portas estão abertas com a saída do ex-governador Anthony Garotinho que no próximo dia 28 anunciará por qual partido disputará a sucessão de Pezão.


Paes e Garotinho estão inelegíveis pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), mas esperam reverter este quadro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).