Maricá 40º: ENEL (ex-AMPLA) deixa população às escuras e no caldeirão

Mais um ano passa, moradores e visitantes de Maricá, cidade do litoral fluminense, voltam a sofrer com os apagões graças a incompetência ou descaso da ENEL, empresa concessionária de energia elétrica responsável pelo abastecimento em vários municípios do Estado. No ano passado, representantes da ENEL estiveram reunidos com vereadores, mas ao que parece, foi apenas para tirar fotografias

 

                                                                                                                                              foto JOM

 Nesta reunião com o pessoal da ENEL, os vereadores Rony Peterson (PR),

Marcinho da Construção (DEM), Chiquinho (PP), RobGol (PT),

Fabrício Bittencourt (PT) e Ismael Breve (DEM)

 

Com a chegada do verão, Maricá é um dos locais mais procurados por turistas por estar distante apenas 60 km do centro do Rio, ser vizinha de municípios que não tem praias e lagoas como Itaboraí e São Gonçalo, além de oferecer inúmeros eventos culturais programados pela Prefeitura sem cobrar ingressos. O carnaval por exemplo, é um dos melhores de todo o Rio de Janeiro atraindo milhares de foliões de várias partes do país e até de fora do Brasil.

 

O inferno se instalou na cidade neste fim de semana, começando pela noite de sexta-feira e madrugada de sábado (20), com apagão de horas em vários bairros de Maricá. A ENEL como sempre, diz que houve um “probleminha" na subestação de Inoã. Domingo (21) aconteceu o mesmo, pegando parte da tarde e noite. A desculpa foi a mesma, probleminha na subestação de Inoã, distrito de Maricá..

 

Além do desconforto dos moradores e visitantes, o comércio vem sendo prejudicado com seus produtos deteriorando nas geladeiras e freezers e também com a falta de fregueses. Isso sem falar nos postos de saúde e no Hospital Municipal Conde Modesto Leal. Os visitantes deixaram a cidade assim que faltou luz, deixando hotéis e pousadas vazios.

 

As redes sociais bombaram com críticas e até princípio de mobilização para uma manifestação em Inoã,  na RJ-106, Rodovia Amaral Peixoto que corta Maricá. Nessas participações na internet, alguns vereadores se manifestaram dizendo que “estão juntos com o povo”, numa demagogia sem tamanho.

 

O carnaval está chegando, Maricá vai ficar fervendo em todos os sentidos e a ENEL pede que evitem ligar o “ar condicionado”, porque continua sem investir no setor, ou se investe, não é o suficiente para atender a demanda.

 

Mandar a conta mensalmente a empresa manda e se não for paga, o corte é inevitável. Cadê a Agência Reguladora para cobrar eficiência da ENEL?, que nada mais é do que a sucessora da AMPLA, concessionária que não deixa saudades.

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino