Wagner Montes assume a Alerj com afastamento de Picciani

A partir desta segunda-feira (20), feriado estadual da Consciência Negra, o deputado Wagner Montes (PRB) será o presidente interino da Assembleia Legislativa do Rio. Jorge Picciani (PMDB) anunciou que entrará de licença até dia 31 de dezembro, e que retornará somente após o recesso parlamentar que vai até fevereiro

Parte dos 39 deputados que tirou Picciani, Paulo Mello e Edson Albertassi da cadeia acha melhor que os três se afastem da Alerj temporariamente.


Jorge Picciani disse que a licença é para cuidar da situação financeira da Agrobilara, empresa que teve os bens bloqueados pela justiça federal, e para tratar da sua defesa e do filho Felipe, também preso na Operação Cadeia Velha, desdobramento da Operação Lava Jato.


O Ministério Público Federal pedirá na terça-feira (21) o afastamento dos três deputados que foram presos acusados de participarem de corrupção com empresários e dirigentes da Fetranspor. Eles ficaram presos menos de 24 horas e libertados graças a votação favorável na Assembleia Legislativa sexta-feira (17).

Ainda estão presos, Jacob Barat Filho, um dos maiores empresários de transportes rodoviários do Rio; Lélis Teixeira, ex-presidente da Fetranspor; e, Felipe Picciani, que cuida das empresas da família e acusado de lavagem de dinheiro. Esses três não são políticos.