Estre promove workshop de sustentabilidade no aterro sanitário de Itaboraí

24.07.2017

Encontro reuniu representantes de associações,

cooperativas, prefeitura e membros da Agenda 21

 

                                                                                                                               Fotos divulgação

 

O Grupo Estre Ambiental promoveu, na última sexta (21), um workshop de sustentabilidade no Centro de Gerenciamento de Resíduos de Itaboraí (CGR/Itaboraí). O evento contou com a presença de representantes de associações de moradores, de cooperativas de reciclagem, da Prefeitura de Itaboraí, além de membros da Agenda 21 e do Conselho de Segurança do município.

 

Responsável pelo CGR/Itaboraí, a Estre organizou o encontro com objetivo de aproximar os líderes ambientais da região, entender as necessidades, além de identificar as oportunidades para apoiar com iniciativas que sejam de interesse comum.


Para Miriam Fernandes, coordenadora da Agenda 21 em Itaboraí, o workshop foi positivo e serviu para estimular os representantes de associações e cooperativas. “Eles estarão mais comprometidos. A partir de agora, vão entender que juntos são mais fortes. Essa capacitação foi importante para trazer mais otimismo e esperança na luta diária”, ressalta.

 

A Agenda 21 tem como propósito elaborar ações que devem ser adotadas por governo e população em prol do meio ambiente. “Hoje existe uma abertura para que a sociedade possa dialogar com o poder público, e a Agenda 21 tem sido essa ligação para que as entidades possam se fortalecer”, defendeu Lúcia Andrade, presidente da cooperativa de reciclagem EcoSol, localizada em Marambaia, em Itaboraí.


Durante o dia, os representantes participaram de dinâmicas e atividades que propuseram uma reflexão sobre a atuação dos três setores – poder público, empresas e sociedade – nas questões relativas à construção de uma cidade mais sustentável.


Após a avaliação, eles construíram uma maquete de quatro dimensões retratando como a comunidade local poderia ser a partir da integração entre os setores. Nas apresentações, os próprios representantes destacaram a necessidade de se unirem frente aos desafios em promover melhorias para a população local.


De acordo com Mônica Abreu, assistente social e representante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Itaboraí, o poder público tem o papel de fazer um elo com as empresas e as organizações da sociedade civil para o desenvolvimento sustentável da cidade. “O grupo que está saindo daqui hoje vai lutar junto às autoridades para construir uma cidade melhor”, destacou.

 


 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino