Lupi afasta o PDT dos governos estadual e federal


Lupi pensa nas eleições de 2018


O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, bateu o martelo. A partir de agora o partido se afasta definitivamente dos governos estadual e federal e seus deputados terão que submeter seus votos previamente à direção do partido.


Quem não deve ter gostado desta decisão são os deputados Cidinha Campos e Luiz Martins que têm o comando de secretarias no governo de Luiz Fernando Pezão (PMDB). Os dois parlamentares sempre votam com o governo em ocasiões que a maioria da bancada pedetista é contrária.


Faltando pouco mais um ano para as eleições, Lupi não quer a imagem do PDT associada aos governos de Pezão e Temer, ambos do PMDB, que estão em desgraça com a opinião pública. No caso de Temer, Lupi diz que o partido é favorável a eleições diretas já.


“Já estamos há um ano fora do governo estadual. Agora temos que marcar mais nossa independência para seguir nosso caminho. Não podemos sofrer o desgaste desse governo. Não somos da turma do ‘quanto pior, melhor’, mas não podemos associar nossa imagem”, diz Carlos Lupi, presidente nacional do PDT.