top of page

Última aparição pública de Max Lopes foi na Incubadora Cultural de Maricá

Rio de Janeiro, 26/9/2023

Por Redação GBNEWS

Fotos: Divulgação

Corpo de Max Lopes está sendo velado em Niterói


O corpo do carnavalesco Max Lopes está sendo velado no Parque da Colina, em Niterói, em cerimônia aberta. O corpo será cremado ao meio dia.


Max, também conhecido como ‘Mago das Cores’, veio a óbito aos 74 anos, no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, em Maricá, por complicações de um câncer de próstata avançado. Na manhã deste domingo (24), ele sofreu uma parada cardiorrespiratória.


Max Lopes deixa um grande legado no mundo do carnaval maricaense em uma das suas últimas aparições em Maricá. Convidado pela Pimpolho de Maricá contemplou com sua experiência os alunos de Alegoria e fantasias e público convidado .


O campeonissimo carnavalesco do Rio de Janeiro vem recebendo homenagens de todos os segmentos da sociedade. Renato Figueiredo, que foi aluno de Max e responsável pelo PIM Maricá (que fortaleceu os vínculos culturais da cidade com sua comunidade utilizando o carnaval como uma ferramenta de comunicação e empoderamento social), fez questão de se manifestar.

Renato Figueiredo, professor do curso de adereço e fantasia da Pimpolho, com Max Lopes, em sua última aparição em público


Tive o privilégio de compartilhar momentos com esse ícone do carnaval, explorar seu vasto acervo cultural e ouvir suas fascinantes histórias. Embora um projeto conjunto entre Eu, Max Lopes, a União de Maricá e Wanderson de Oliveira, então diretor de Comunicação da Escola, estivesse nos planos, infelizmente não foi concretizado, especialmente após a perda de outro grande sambista e então presidente de honra da escola Mauro Alemão.


Na última tentativa de Max Lopes para voltar a ativa, uma proposta de enredo que seria apresentada a uma grande Escola de Samba do Rio de Janeiro, a pedido do seu presidente, contou com minha colaboração na pesquisa e escrita da sinopse. No entanto, o destino tinha outros planos e o projeto não foi à frente.


Ainda assim, tenho a honra de ter oportunizado a última aparição pública deste mestre no cenário artístico. Poucos meses atrás, Max Lopes encantou a audiência como palestrante convidado em evento na Incubadora de Inovação Social em Cultura de Maricá, compartilhando sua jornada e, como sempre, desafiando convenções e protocolos, transformando a palestra em um envolvente bate-papo que cativou todos os presentes.


Despedimo-nos de Max Lopes, o Super Campeão, com gratidão e reverência. Seu caminho de luz continuará a iluminar o mundo das artes, inspirando artistas e amantes do carnaval em todo o Brasil. Sua partida é profundamente sentida por todos aqueles que tiveram a honra de conhecê-lo e serem tocados por seu amor ao seu ofício e pela sua arte excepcional.”


O presidente do Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTM), Carlos Senna também se manifestou sobre a presença marcante de Max Lopes na cidade.


"Tivemos a honra de conhecer o brilhantismo de Max Lopes, que prestigiou um encontro e ministrou uma palestra na Incubadora de Inovação Social em Cultura, no Eixo Carnaval. Ficamos muito tristes com o falecimento dele, mas certos de que seu legado está registrado na história”.



Yorumlar


bottom of page