Ponte de Ponta Negra será interditada para caminhões

Rio de Janeiro, 13/01/2021

Por Redação GBNEWS

Fotos SECOM/PMM


Na manhã desta quarta-feira (13), uma vistoria realizada para avaliar a atual situação da ponte de Ponta Negra, em Maricá, concluiu, após laudo técnico da empresa contratada para os reparos, que a via será interditada parcialmente para garantir a segurança das pessoas que trabalham na restauração.

A vistoria foi realizada pelo secretário de Trânsito, Márcio Carvalho, junto com representantes da Secretaria de Ordem Pública (Seop), da autarquia Serviços de Obras de Maricá (SOMAR) e de técnicos da empresa que está a serviço do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER), já que a estrutura integra uma rodovia estadual. Após a análise, ficou decidido que caminhões estarão permanentemente proibidos de utilizarem a ponte, que ficará em regime de meia pista para veículos leves. O início do esquema de trânsito ainda depende de ajustes finais para garantir a segurança de pedestres, ciclistas e cadeirantes para ser divulgado.

“O DER havia pedido o fechamento total, mas em conversa com o engenheiro responsável e explicando o transtorno que seria causado fechando o único acesso ao bairro, conseguimos chegar ao acordo do fechamento parcial, que garante a segurança dos trabalhadores e também assegura o direito de ir e vir dos moradores da localidade”, declarou o secretário.


A decisão foi baseada num laudo onde se constatou que há o desprendimento de placas de concreto da ponte, que é muito antiga, devido à trepidação causada pelo trânsito de veículos pesados.

“A interdição se faz necessária em função do desgaste adiantado da estrutura e não pode haver caminhões e veículos com excesso de peso trafegando nessa fase da obra. Para veículos leves será em uma via, porque precisamos trabalhar em um lado da ponte para depois liberar e trabalhar do outro. Nessa fase de recuperação estrutural não pode de jeito nenhum o trânsito de caminhões”, disse Marcos Luciano de Oliveira Jr, gerente de engenharia da empresa responsável pelo reparo. Ainda segundo o gerente, a trepidação causada pelos veículos pesados atrapalha o tempo de cura da restauração.


O fechamento será parcial, em meia pista, para veículos leves. O sistema Siga e Pare será realizado somente durante a semana e no período diurno, ficando o trânsito total livre à noite, nos fins de semana e feriados. A ação será realizada pela Guarda Municipal, em conjunto com a Secretaria de Trânsito.


Já para os veículos pesados o trânsito fica expressamente proibido em tempo integral até o término das obras de restauração. Para garantir que o tráfego de veículos pesados não seja feito em tempo algum, a Somar colocará obstáculos de concreto e vai instalar um limitador de altura.