top of page

“Petrópolis 2030” é apresentada por 22 instituições da Cidade Imperial

Rio de Janeiro, 15/4/2023

Por Redação GBNEWS

Fotos: Divulgação

Com uma agenda assertiva, 21 instituições empresariais de Petrópolis apresentaram ao governo do Estado 18 propostas direcionadas especificamente para o desenvolvimento econômico da cidade. Elas foram divididas pelos setores de Transporte, Infraestrutura, Tecnologia, Defesa Civil, Segurança, Turismo, Eventos e Desenvolvimento Econômico e apresentadas ao poder público nesta sexta-feira (14), em reunião na Locanda Bela Vista, em Itaipava. Vinicius Farah, secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernanda Curdi, subsecretária de Projetos Estratégicos e Sebastião Médici, subsecretário Executivo da pasta, representaram o governo estadual neste compromisso com os empresários. Mais de 40 empreendedores estiveram presentes representando os segmentos econômicos da cidade.


O movimento e propostas foram batizados de programa ‘Petrópolis 2030’, cuja meta é alcançar em sete anos a conclusão das iniciativas que são essenciais para que a cidade ‘dê um salto para o futuro’. As propostas foram confeccionadas, em um trabalho anterior, de reuniões com cada uma das entidades para que fossem elencadas intervenções, projetos e programas possíveis de serem executados e que farão a diferença na atração de negócios e geração de empregos.


Ao final do encontro a pauta foi consolidada em um documento entregue ao governo. A ideia é de que daqui por diante sejam formados grupos de trabalho de empresários com o governo para alinhar as reivindicações. Os projetos foram divididos em áreas e serão trabalhados junto às pastas estaduais correspondentes. O diretor do Museu Imperial, Maurício Ferreira, presente ao encontro aderiu ao movimento e o mais importante equipamento de atração turística da cidade também se integrou ao Petrópolis 2030.

Secretário de estado Vinícius Farah


Vinicius Farah destacou a importância do evento e a participação das entidades representativas. “Este é um momento muito importante para a cidade de Petrópolis. A participação dessas entidades é fundamental para a construção de um plano de ação efetivo e que leve em conta as necessidades de cada setor”, afirmou o secretário, que ainda elencou sua experiência como prefeito de Três Rios por dois mandatos marcados pela transformação econômica de sua cidade que foi possível com planejamento, formação educacional e profissional e infraestrutura.

“Os setores, falando em conjunto, têm mais chance de serem ouvidos. Além disso, a economia tem interligação entre os vários segmentos e todos vão se beneficiar de obras comuns, como por exemplo, a nova pista de subida da serra. Mas, o que precisamos é que sejam colocadas em prática, que sejam efetivamente iniciadas e concluídas. Petrópolis precisa recuperar o tempo perdido e essa agenda de desenvolvimento é o início dessa retomada”, explica o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Claudio Mohammad, que capitaneou a iniciativa.


Os pleitos apresentados são propostas que, executadas, vão gerar estrutura e ambiente favoráveis a novos negócios e expansão dos já existentes. Elas são focadas em facilidade de acesso à cidade, formação educacional e estrutura para atrair indústrias, por exemplo. Também vislumbram consolidar Petrópolis como ‘marca’ para o Turismo e gerar mais possibilidades ao setor.

Presidente da CDL da Cidade Imperial empresário Claudio Mohammad


Claudio Mohammad cita, como exemplo, o comércio, que é influenciado pelo fluxo turístico que depende de atrações e exploração de novos nichos para gerar vendas, abrir novas portas e empregabilidade. “O emprego também reflete em poder aquisitivo que gera compras no comércio local que se expande e este ciclo faz a economia da cidade girar”, citou.


O empresário também mencionou o fortalecimento do setor industrial. “Petrópolis possui uma boa infraestrutura de transporte e logística, o que favorece a instalação de indústrias de diversos segmentos. Mas a cidade precisa oferecer espaços adequados, acessibilidade e conectividade e abastecimento de gás natural e energia elétrica, por exemplo. Isso, apenas falando na indústria de transformação. Quando focamos em tecnologia, o potencial é enorme, mas depende de formação educacional e profissional. Da mesma forma que o Turismo, que carece de estrutura para eventos corporativos e maior divulgação da cidade”, pontuou Cláudio Mohammad.

A presença de Júlio Andrade, presidente da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado (Codin), foi comemorada pelas instituições participantes. A Codin é responsável pela administração de diversas áreas industriais no Estado, como a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de São Gonçalo, o Distrito Industrial de Queimados e a Área de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa. A ideia é que Petrópolis possa desenvolver um projeto semelhante, formando um ‘corredor industrial’ na BR-040.


Tecnologia e infraestrutura


Marcelo Carius, ex-presidente do Serratec, representou o polo tecnológico no evento e enumerou os anseios do setor em formação de mão de obra. “Temos muitos engenheiros atuando com software que era a força de trabalho imediata possível, mas defendemos a formação específica no segmento que tem todo o potencial de explorar a inteligência artificial, um mercado que será expandido, por exemplo. A sede do Serratec, no Quitandinha, em 2019 reunia, em várias empresas lá instaladas, 500 funcionários. Hoje, são 1.100. Por isso defendemos a tecnologia sendo ensinada no ensino médio e mais formação no ensino superior”, afirmou.


A ligação Bingen-Quitandinha e a nova pista de subida da serra são projetos estruturais urgentes para a cidade. Nesta relação entra ainda a revitalização da Rua Teresa, um centro de convenções, uma escola de cervejaria, melhoria no abastecimento de energia, expansão do gás natural encanado e investimentos em segurança. Também foi pontuada a urgência de uma Agência de Desenvolvimento Regional Resolve RJ concentrando serviços públicos para empresas e novos empreendedores.


As 18 propostas apresentadas ao governo do Estado:

Transporte e infraestrutura

· Ligação Bingen- Quitandinha

· Condomínios Industriais em Áreas de abrangência da BR-040

· Melhoria no abastecimento de energia

· Concessão da BR-040

· Heliporto em Itaipava

· Expansão do gás natural

Tecnologia

· Programa de Capacitação e Inclusão em Tecnologia de jovens em escolas públicas do Estado do Rio de Janeiro.

· Faculdade de Tecnologia

Segurança/Defesa Civil

· Radar Meteorológico Banda X

· Segurança Presente

Turismo e Eventos· Centro de Convenções de porte médio

· Eventos em Petrópolis com destaque para o Petrópolis Business 2023

· Ligação Ferroviária Magé/Alto da Serra

· Campanha para divulgação da marca Petrópolis para fomentar o turismo

· Extinção da substituição tributária no setor de cervejaria artesanal

· Escola do Cervejeiro, em parceria com a iniciativa privada

Desenvolvimento Econômico

· Revitalização da Rua Teresa

· Criação da Agência de Desenvolvimento Econômico

Entidades participantes do Petrópolis 2030

As entidades presentes ao encontro e que assinaram a carta entregue ao governo e estão participando do Petrópolis 20230 são as seguintes:

Câmara de Dirigentes Lojistas de Petrópolis – CDL

Federação das Indústrias do Estado do Rio – Firjan – Representação Serrana

Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis – Sicomércio

Associação de Lojistas da Rua Teresa – Arte

Sindicato da Construção Civil – Sinduscon

Sindicato da Indústria de Confecção – Sindcon

Parque Tecnológico da Região Serrana – Serratec

Petrópolis Convention & Visitors Bureau – PC&VB

Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes – SindPetrópolis

Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Estado do Rio -ABIH-RJ

Associação de Profissionais de Eventos de Petrópolis – AssociEventos

Associação de Microcervejarias de Petrópolis – AMP

Agência de negócios de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo – MercoSerra

Associação Comercial e Empresarial de Petrópolis – ACEP

Conselho Comunitário de Segurança – CCS

Conselho Regional de Engenheiros e Arquitetos – CREA- RJ

Associação Fluminense de Preservação Ferroviária - AFPF

Sindicato da Indústria de Alimentos e Bebidas de Petrópolis – Sindcer

Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria de Petrópolis - Sindpaes

Museu Imperial


Comments


bottom of page