top of page

Patrimônio histórico: Ilha da Boa Viagem reaberta totalmente restaurada

Rio de Janeiro, 23/9/2023

Por Redação GBNEWS

Fotos: Lucas Benevides, Alex Ramos

e Luciana Carneiro

A Ilha da Boa Viagem em Niterói está reaberta ao público. Depois de um ano e meio de obras minuciosas para recuperação de toda infraestrutura do local, com investimentos de R$ 5,5 milhões, a Prefeitura de Niterói entregou, neste sábado (23), o novo equipamento turístico da cidade completamente restaurado. As intervenções recuperaram as edificações da capela de Nossa Senhora da Boa Viagem, o fortim e o casarão conhecido como castelo. Parte do patrimônio arquitetônico histórico de Niterói, a Ilha da Boa Viagem é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e agora poderá ser conhecida por moradores e turistas em visitas previamente agendadas.

A cerimônia de abertura teve uma missa na capela de Nossa Senhora da Boa Viagem, com apresentação de jovens músicos do Projeto Aprendiz, além do lançamento da exposição "Boa Viagem - Uma Ilha Cercada de Histórias", que reúne cerca de 30 fotos e objetos que registram a memória do local. O prefeito Axel Grael (PDT) destacou que o local agora integra oficialmente o circuito de equipamentos turísticos da cidade.


O prefeito de Niterói, Axel Grael, destacou o esforço do município para recuperar a Ilha da Boa Viagem.

“Este é um espaço histórico e cultural de Niterói que, durante muitas décadas, esteve fechado à visitação pública. Nós, depois de muita luta e muito esforço, superamos dificuldades com o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e com a SPU (Secretaria de Patrimônio da União), que deram contribuições importantes. A gente contratou um belo projeto. Fizemos uma obra que está sendo elogiada por todos. Acho que Niterói merece essa ilha recuperada e à disposição da população”, explicou Axel Grael.


História da Ilha - A história da Ilha da Boa Viagem começa em 1650 com a construção da Capela de Nossa Senhora da Boa Viagem. A capela foi destruída durante a invasão francesa de 1711 e reconstruída em 1780, em estilo neoclássico. Registros históricos apontam o ano de 1702 como marco do início da construção do fortim, que tinha entre cinco ou seis peças de artilharia. Já o casarão, conhecido como castelo, foi construído na década de 1940 e abrigou a sede dos Escoteiros do Mar.

Além da vocação religiosa, o monumento foi historicamente destinado para fins militares. A visão privilegiada da Baía de Guanabara tornou a ilha parte do antigo sistema defensivo brasileiro.


O secretário municipal de Ações Estratégicas e Economia Criativa, André Diniz, ressaltou a importância histórica da Ilha da Boa Viagem. “Pela primeira vez, o niteroiense vai ter acesso pleno à ilha. A ilha era do governo federal. A Prefeitura brigou muito para que ela viesse para o município. Para que a gente pudesse reformar e entregar à população esse patrimônio histórico. A ilha conta a história dos povos originários e da afrodescendência. A ilha conta a história da Guanabara, da fauna e da flora, da urbanização de Niterói e do Rio de Janeiro. A ilha conta a história da colonização portuguesa, porque tem o braço militar e o braço religioso. Abrir a ilha é contar um pouco da história do país através de Niterói”, afirmou André Diniz.


Sobre as visitas - As visitas à Ilha da Boa Viagem estão sendo agendadas pela Empresa de Lazer e Turismo (Neltur) através do site: visit.niteroi.br/ilha-da-boa-viagem/. A Ilha ficará aberta às terças, quintas e sextas-feiras, com duas visitações (10h e 14h); e aos sábados e domingos, com quatro visitas (9h30, 11h30, 13h e 15h). As vagas para setembro já estão esgotadas. Para as visitas em outubro, as marcações começam na próxima semana.


O presidente da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), André Bento, reforçou o interesse da população em conhecer a Ilha da Boa Viagem. “A Prefeitura consegue hoje entregar esse patrimônio para as pessoas, tanto para os moradores como para os visitantes, que vão ter a oportunidade de conhecer a ilha com uma visitação guiada. Até agora a gente está com o próximo final da semana todo reservado. Vamos abrir para o próximo mês. É importante ficar atento ao site Visite Niterói BR, às redes sociais da Neltur e da Prefeitura para não perder a chance de se cadastrar para conhecer essa beleza de Niterói”, disse André Bento.

O arcebispo de Niterói, Dom José Francisco Rezende Dias, celebrou a missa de reabertura da Ilha da Boa Viagem. Ele não escondeu a satisfação de participar de um momento tão importante para a cidade. “É uma alegria podermos reinaugurar esta antiga Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem com uma tradição bonita. Havia uma imagem fora da igreja e todos que passavam de barco paravam e faziam a sua veneração à Virgem Maria para prosseguir. É um momento de voltar às celebrações eucarísticas. Que as pessoas possam, com a devoção à Senhora da Boa Viagem, viver um momento de fé, de comunhão e de alegria”, declarou Dom José Francisco.


bottom of page