Niterói participa de conferência internacional sobre mobilidade por bicicleta

Rio de Janeiro, 17/6/2022

Por Redação GBNEWS

Fotos: Divulgação/PMN

Representantes da Coordenadoria Niterói de Bicicleta estão marcando presença na Velocity, maior conferência internacional sobre mobilidade por bicicleta. Este ano, o evento acontece em Ljubljana, capital da Eslovênia, entre os dias 14 e 17 de junho, reunindo o setor público, representantes da sociedade civil, da academia, da iniciativa privada e de outros setores de cidades de todo o mundo.

O convite para a equipe de Niterói surgiu por conta da política de incentivo à mobilidade por bicicleta na cidade. Durante o evento eles estão apresentando trabalhos nas áreas de infraestrutura cicloviária e fomento à cultura da bicicleta. Responsável pela Coordenadoria Niterói de Bicicleta, Filipe Simões, enfatiza que Niterói é o único município brasileiro a participar deste fórum, apresentando os significativos avanços dos últimos anos sobre mobilidade por bicicleta.


“A criação e o fortalecimento da Coordenadoria se relacionam com a consolidação de Niterói como referência nacional e internacional nas políticas públicas de promoção à mobilidade por bicicleta. A meta é tornar Niterói uma cidade ainda mais ciclável, na qual todos aqueles que desejarem possam pedalar com segurança em harmonia com os demais modais de transporte”, ressalta Simões, que está acompanhando a equipe na conferência.

O diretor de infraestrutura cicloviária da Coordenadoria Niterói de Bicicleta, João Pedro Boechat, apresentou o trabalho “Microdesign de Infraestrutura Cicloviária” na mesa de debates sobre as diferentes abordagens para a infraestrutura cicloviária, compartilhando as experiências de Niterói com representantes das cidades de Amsterdam e Copenhagen. “Estes novos elementos são as chaves para o melhor uso, a qualidade e legibilidade da malha cicloviária. Desta forma, é possível prover ciclovias e ciclofaixas mais seguras e atrair ainda mais pessoas para adotarem a bicicleta como alternativa de mobilidade. Segurança viária, conforme indicam os dados locais e internacionais, é um dos principais fatores que atraem mais pessoas para este modal”, afirma João Pedro Boechat.

No debate sobre promoção de igualdade de gênero na mobilidade, a diretora de Educação e Comunicação da Coordenadoria Niterói de Bicicleta, Helena Porto, apresentou um panorama do crescimento da participação das mulheres pedalando na cidade. Apresentando os dados de pesquisas realizadas na cidade, foram abordados os desafios relacionados ao tema.


De acordo com a última edição Pesquisa Nacional de Perfil do Ciclista, de 2021, e um levantamento realizado pela ONG Ciclocidade, em 2019, Niterói é a cidade com maior número de mulheres pedalando no país. A média nacional está em torno de 15% atualmente e, em Niterói, essa proporção é cerca de 35%.


“Temos muito orgulho de ser a cidade com o maior percentual de mulheres pedalando no Brasil, e o nosso desafio é seguir avançando por mais igualdade de gênero na mobilidade por bicicleta. A troca de experiências com as iniciativas de outras cidades é muito rica e inspiradora”, diz Helena Porto.