MP de Friburgo recebe representação questionando a reeleição de Ceciliano na Alerj

Rio de Janeiro, 21/01/2021

Por Redação GBNEWS


O Ministério Público Eleitoral do Rio recebeu na última sexta-feira (15), uma representação questionando a reeleição para a presidência da Assembleia Legislativa.

A contestação foi feita pelo advogado Jorge Gonçalves da Silva e tem como base recente decisão do Supremo Tribunal Federa (STF)l que barrou a reeleição para a presidência da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Ligado ao PRB, Jorge foi secretário do Trabalho e Renda no governo de Wilson Witzel (PSC).


“Verifica-se claramente, em todo o histórico do Estado do Rio, que, na busca de permanência de se perpetuarem à frente do Poder Legislativo, em um coronelismo de laços, moderno, os parlamentares seguem na contramão do que emana a Constituição pátria”, diz trecho do pedido feito ao Ministério Público protocolado em Nova Friburgo.


Caso prospere, o questionamento pode minar os planos de reeleição do atual presidente do Legislativo do Rio, André Ceciliano (PT). A votação está marcada para acontecer no próximo dia 2 de fevereiro.


André Ceciliano assumiu interinamente a presidência da Alerj em 2017 com a saída de Jorge Picciani (MDB). Em fevereiro de 2019, foi reeleito para mais dois anos e, agora, tenta o terceiro mandato que pode ser barrado com a decisão do STF, que acabou as pretensões dos presidentes da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia e do Senado, David Alcolumbre, ambos do Democratas.