top of page

Itaipuaçu terá hospital municipal; rede particular para atender conveniados ainda é um sonho

Rio de Janeiro, 07/3/2023

Por Gilson Barcellos

Fotos: Divulgação

Área onde será construído o Hospital Municipal de Itaipuaçu


A Secretaria de Saúde está anunciando a construção de um hospital municipal no distrito de Itaipuaçu, em Maricá. Ótima notícia, mas seria muito bom se anunciasse também incentivos para a instalação da rede hospital particular.


A Secretaria e a Fundação de Saúde de Maricá (Femar) definiram espaços onde será construído o Hospital de Itaipuaçu. A área fica no entroncamento entre a Estrada dos Cajueiros e a Avenida Circular, no Jardim Atlântico, maior loteamento urbano da América Latina. A previsão de entrega é de um ano. A unidade de urgência e emergência atenderá por demanda espontânea (portas abertas) e terá uma estrutura completa de internação, com mais de 100 leitos gerais, clínicos, pediátricos e um Centro de Terapia Intensiva (CTI) pediátrico. Além disso, a emergência terá sala amarela, sala vermelha e base descentralizada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Hoje, um morador de Itaipuaçu para buscar atendimento hospitalar, tem que andar cerca de 20km para chegar no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro de Maricá, ou se dirigir ao Hospital Municipal Mário Monteiro, em Niterói.


Hospital particular


Maricá carece de um hospital particular para atender moradores e visitantes, principalmente àqueles que tem convênios com planos de saúde, como Amil, Golden Cross, Bradesco, Sul América etc. Num atendimento de urgência ou até mesmo para consultas e exames, eles tem que se dirigir para Niterói ou São Gonçalo.


Segundo censo parcial do IBGE, até 05 de dezembro de 2022, Maricá tem uma população em torno de 230 mil habitantes, sendo quase 50 mil em Itaipuaçu. Faltam incentivos para a rede hospitalar se instalar no município e, com isso, além de melhorar a saúde da cidade, vai desafogar o atendimento na rede municipal.


bottom of page