top of page

Inaugurada mais uma Estação de Tratamento de Esgoto em Maricá

Rio de Janeiro, 26/5/2024

Por Redação GBNEWS

Fotos: Bernardo Gomes

Foi inaugurada neste sábado (25), em Maricá,  a Estação de Tratamento de Esgoto de Inoã (ETE). O novo sistema completo, com rede de esgotamento sanitário e estação de tratamento, será responsável em tratar os efluentes de mais de quatro mil pessoas que vivem na região norte do bairro, mais conhecida como Bosque Fundo.


A ETE também atenderá aos usuários da UPA Inoã, três escolas municipais (CEIM Professor José Carlos de Almeida e Silva, EM Darcy Ribeiro e Escola Municipalizada de Inoã) e o futuro Parque Olímpico. Interligada a uma rede de cerca de 13.400 metros de extensão, a estação terá vazão de cerca de dez litros por segundo.

“A gente está construindo inspiração e modelo de saneamento público municipal. Queremos proteger o nosso lençol freático para que tenhamos aqui, no território de Maricá, água de qualidade. Vamos sair de 27 km de esgotamento sanitário, com redes precárias, para 300 km de rede de esgoto em São José do Imbassaí, Ponta Negra, Inoã, Recanto (Itaipuaçu) e Centro. Em 50 anos construíram 3% de rede na cidade. Em dois anos, esse número de 3% vai para 30% de esgotamento sanitário”, destacou o prefeito Fabiano Horta (PT).

 

Investimento de mais de R$ 500 milhões em saneamento

 

A Prefeitura já investiu mais de R$ 500 milhões para atender ao passivo do saneamento na cidade. Ao final das obras, que estão em andamento, serão mais de 300 km de rede em pleno funcionamento com cerca de 60 mil pessoas beneficiadas em toda a cidade.


Até o momento, 150 km de rede de esgotamento sanitário já foram alçadas de Ponta Negra a Itaipuaçu, ou seja, 50% das obras em execução. Essa evolução representa um salto para Maricá, que antes era contemplada com apenas 3% de cobertura de rede da Cedae, localizada apenas na região central da cidade.

A Sanemar deu início a cinco obras de esgotamento sanitário de grande porte no último ano, localizadas em Ponta Negra, Jardim Atlântico Leste, Recanto, Inoã e São José do Imbassaí.

O primeiro sistema completo de esgotamento sanitário foi entregue para os moradores da Rua 47, em Itaipuaçu, com a estação de tratamento compacta que utiliza tecnologia viva, a Mikroete, desenvolvida em parceria com a Codemar. Essa iniciativa faz parte do projeto voltado para levar saneamento para comunidades em situação de vulnerabilidade social, como Camburi, Rua Peri (Itaocaia Valley) e Bananal.


Já no Centro de Maricá, a Sanemar segue investindo na revitalização da antiga rede de esgoto, construída pela antiga Cedae. Mais de três km de rede de esgotamento sanitário foram substituídos na região central de Maricá, com a troca de material feito de manilha de cerâmica, com 300 milímetros, por novas tubulações de ocre corrugado, material mais flexível e resistente e de maior diâmetro, cerca de 400 milímetros.

留言


bottom of page