Horta dá espaço no seu secretariado para quem perdeu nas eleições 2020

Rio de Janeiro, 30/12/2020

Por Gilson Barcellos


O prefeito reeleito de Maricá, Fabiano Horta (PT), anunciou na tarde desta terça-feira (29), a maior parte do seu secretariado que toma posse com ele e com o vice-prefeito eleito Diego Zeidan (PT), filho do ex-prefeito e vice-presidente nacional do PT Washington Quaquá e da deputada estadual Rosângela Zeidan. A posse será na sexta-feira, 1º de Janeiro.

Fabiano Horta e Diego Zeidan vão comandar Maricá no período 2021/2024


Alguns derrotados nas eleições de 15 de Novembro ganham espaço, como o médico Dimas Gadelha (PT) que perdeu no 2º turno em São Gonçalo. Vai comandar a Secretaria de Gestão e Metas. Igor Sardinha que tinha deixado Maricá para ser prefeito em Macaé, está de volta e reassume a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O vereador Marcinho da Construção não se reelegeu, mas será o titular do Trânsito e Engenharia Viária. Marcos Ribeiro vice-prefeito nas gestões Washington Quaquá e Horta, não conseguiu uma cadeira na Câmara Municipal, mas vai comandar a Secretaria de Comunicações, Ciência e Tecnologia. Fabrício Bittencourt também não se reelegeu vereador, mas assume a Proteção e Defesa Civil.


A grande novidade foi a nomeação de Olavo Noleto para a presidência da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar). Ex-colaborador do governo Dilma e amigo pessoal do ex-presidente Lula, Olavo deixou Goiás em novembro de 2019 para assumir a Secretaria de Comunicação Social de Maricá. Fez um bom trabalho, tem excelente relação com a mídia local e assume a importante autarquia.


Integram ainda a equipe de Horta, Jorge Castor (Assistência Social), Saúde (Simone Costa e Silva), Educação (Adriana da Costa), Filipe Bittencourt (Esportes), Leonardo Alves (Planejamento, Orçamento e Gestão), Júlio Cesar Veras Vieira (Segurança Pública e Gestão de Gabinete Institucional), Maria José de Andrade (Administração), Hélter Ferreira (Cidade Sustentável), Celso Cabral (Urbanismo), Júlio Carolino (Agricultura, Pecuária e Pesca), José Carlos de Azevedo (Economia Solidária), Adelso Pereira (Iluminação Pública), João Carlos de Lima (Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher), Sheila Pinto (Políticas Inclusivas), André Casquinha (Transportes), Sady Bianchin (Cultura) e João Maurício de Freitas (secretaria de Governo).


Em outras pastas, retornam nomes que já contribuíram no passado, como Robson Dutra (Turismo). Na Procuradoria, Fabricio Porto permanecerá, bem como Joab Santana na Controladoria Geral. Na secretaria de Habitação e Assentamentos Humanos, quem assume é Victor Maia.

No Trabalho, o cargo será ocupado por Adilson Pires, ex-vice-prefeito do Rio de Janeiro. A Secretaria de Comunicação terá, à frente, Márcio Jardim, que foi Secretário de Governo na primeira gestão de Quaquá. Já na Companhia de Saneamento de Maricá (Sanemar), Rita Rocha será a presidente. A autarquia Serviços de Obras de Maricá (Somar), continua com Renato Machado à frente, bem como a Empresa Pública de Transportes (EPT), onde Celso Haddad igualmente permanece.

No Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM), o ex-ministro de Dilma, Celso Pansera prossegue, assim como Janete Valladão no Instituto de Seguridade Social de Maricá (ISSM). Igor Correa ficará à frente da Ouvidoria Geral e Allan Novaes continua dirigindo o Instituto Municipal de Pesquisa e Planejamento Darcy Ribeiro.