top of page

Educação de Niterói homenageia servidores mortos por Covid-19

Rio de Janeiro, 22/9/2021

Por Redação GBNEWS

Fotos: Luciana Carneiro

No Dia da Árvore (21 de Setembro) foram plantadas mudas de ipês e árvores frutíferas na Praça Flávio Palmier, no Barreto, em homenagem aos servidores que morreram por conta da Covid-19 em Niterói.


No espaço, também foi instalada uma placa com o nome dos servidores Carlos Alberto Ferreira Rodrigues e Rita de Cássia Moura. Carlos Alberto foi professor de Ciências da rede municipal e trabalhou por mais de 20 anos na Escola Municipal Altivo César, no Barreto. Era ambientalista e foi um dos pioneiros no uso dos laboratórios como espaços de experiências. Rita de Cássia era funcionária da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) e também trabalhava na Altivo César. “Esses dois profissionais, assim como outros que perderam suas vidas por conta desta pandemia, foram muito importantes para o desenvolvimento educacional da cidade. Estamos vivendo um luto desde o ano passado, perdemos familiares, colegas, pessoas queridas e não podemos, de maneira alguma, esquecer do legado dessas pessoas, de sua contribuição à luta por direitos iguais para todos”, disse o secretário municipal de Educação, Vinicius Wu. O secretário de Saúde, Rodrigo Oliveira, ressaltou que a pandemia está sendo um momento muito difícil para muitas famílias e lembrou que enquanto outras cidades não se protegeram, Niterói fez o dever de casa e conseguiu construir uma resposta forte e decisiva, reforçando os laços de solidariedade com a população.

Os familiares de Rita de Cássia ficaram emocionados com a homenagem. Ao lado dos filhos, o marido de Rita, Paulo Roberto Fernandes, foi quem plantou a muda na praça.

A árvore em homenagem ao professor Carlos foi plantada por seu filho, Victor Cantreva Rodrigues. Ao lado dele, estava a viúva do professor e outros familiares. Para Victor, o sentimento era de gratidão e reconhecimento pelo trabalho do pai.


bottom of page