top of page

Educação de Itaboraí e UFF levam conhecimento ao Centro de Referência dos Idosos

Rio de Janeiro, 16/6/2023

Por Redação GBNEWS

Fotos: Secom/PMI

O Centro de Referência de Educação Municipal de Idosos de Itaboraí (CREMII), recebeu neste mês de junho, o projeto Narrativas (auto)biográficas e cinema na Educação de Jovens e Adultos (EJA). A ação é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), que visa atuar a partir da perspectiva teórica da aproximação com os alunos da EJA, para que possam compartilhar suas histórias. O projeto acontece todas as quintas-feiras e ficará na unidade escolar até o fim do ano letivo. A ideia é que eles possam assistir filmes nacionais, levando em conta a lei de n° 13.006, de 14 de junho de 2014, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, que encoraja a exibição de filmes de produção nacional nas escolas de educação básica. Nesta quinta-feira (15), foi exibido o filme 'As canções', de Eduardo Coutinho, que retrata a história de 18 personagens, através de lembranças ligadas a clássicos da música brasileira.

A coordenadora da EJA no município, Raquel Santos, falou sobre a importância dessa parceria e os benefícios desse trabalho com os alunos de 50 anos ou mais. Atualmente, 16 unidades municipais de ensino contam com a Educação de Jovens e Adultos (EJA). "Hoje estamos aqui acompanhando essa parceria entre a universidade e a escola, o que é muito importante para a Educação de Jovens e Adultos. Esse projeto pode relatar, através do cinema, a autobiografia narrativa, trazendo as trajetórias desse aluno. Trazer isso para o CREMII, para esses idosos é muito enriquecedor. Estamos felizes com essa parceria e queremos ampliar para as outras 15 unidades que atuam com EJA, isso traz visibilidade para essa modalidade de ensino", disse Raquel. Além dessas exibições, o projeto promove oficinas de cinema, com o intuito de estimular o ato de criar. Entendendo o alto valor para se fazer cinema no país, o projeto defende que esse conhecimento deveria ser democratizado para possibilitar que os jovens adultos e idosos possam contar suas histórias utilizando a linguagem cinematográfica. A professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense e coordenadora do projeto, Adriana Barbosa, destacou os objetivos do projeto e a importância da Educação para Jovens e Adultos. "Sou professora da disciplina de Educação de Jovens e Adultos e fui coordenadora da EJA aqui em Itaboraí durante 10 anos. Então tenho um carinho especial por esse município. Ainda na parte da oficina, os alunos podem manusear a câmera, para aprenderem a ligar e desligar, controlar o som e a iluminação, aprendem a filmar situações do cotidiano, a contar suas próprias histórias e não estarão só em frente as câmeras, eles poderão contar e construir histórias a partir de uma outra linguagem", afirmou Adriana. Uma das alunas que participou e se encantou pelo projeto, é a aposentada Denair Maria de Souza, de 69 anos, que se mostrou entusiasmada com tudo o que aprendeu. "Achei muito importante e maravilhoso, que as escolas possam exibir coisas boas para os alunos. Isso muda tudo, porque quando a gente fala, conversa e participa de alguma coisa, estamos vivendo e aprendendo", relatou a moradora do bairro Nova Cidade.

Com o objetivo de unir a educação básica e o ensino superior, essa iniciativa promove a interação entre alunos da Pedagogia e dos cursos de Licenciaturas da UFF e estudantes da Educação para Jovens e Adultos (EJA). Além de fazer parte do programa de iniciação científica Licenciaturas, da UFF, a fim de levar alunos da graduação às escolas, para que possam ver de perto como funciona a educação básica do ponto de vista profissional. Ao todo, três alunos do curso de Pedagogia e uma aluna do curso de Cinema, ambos da UFF, estagiam no CREMII e compartilham conhecimento com os idosos, uma vez por semana.


Commentaires


bottom of page