top of page

Cursos na área da saúde são os mais procurados por estudantes que ingressam na graduação

Rio de Janeiro, 25/4/2023

Por Redação GBNEWS

Foto: Divulgação

A pandemia colocou em evidência algumas especializações na área da saúde. Atualmente, observa-se um maior interesse por cursos de graduação como medicina, enfermagem, biomedicina e psicologia. De acordo com uma pesquisa do Google, 34% dos estudantes que querem ingressar no ensino superior em 2023 pretendem se matricular em cursos da área de saúde. Em seguida, aparecem os cursos de Humanas, com 22%, e Negócios, com 19%.

Para a diretora da Faculdade Anhanguera de Niterói, Marcia Aparecida da Silva, o aumento do interesse por esses cursos foi provocado, especialmente, pela valorização desses profissionais, durante a pandemia. “A área de saúde está em constante evolução e inovação, e é fundamental que os profissionais de saúde se mantenham atualizados sobre as mais recentes tecnologias e descobertas em sua área”, pontua.

Com discussões sobre doenças e tratamentos cada vez mais em evidência, aumenta também a exigência na qualificação de profissionais, que precisam de capacitação para lidar com os desafios do cenário pós-pandêmico. Nesse sentido, é importante estar atento sobre qual instituição estudar e analisar alguns critérios, como referências sobre a qualidade do ensino, se a faculdade é cadastrada no Ministério da Educação, se participa das principais provas de avaliação e se realiza com frequência os exames de proficiência que medem o desempenho dos alunos nos últimos semestres.

“É fundamental que nossas universidades ofereçam cursos de saúde de alta qualidade para preparar os alunos para enfrentar os desafios de saúde atuais e futuros”, acrescenta Aparecida.

Para a diretora, o aquecimento no mercado se justifica, também, pela preocupação das pessoas com o autocuidado. A população está mais atenta à importância de consultas periódicas com diferentes profissionais, diagnósticos e exames adequados e hábitos de vida saudáveis. De acordo com dados divulgados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o segmento de planos de saúde manteve o crescimento e, em dezembro de 2022, o setor totalizou 50.493.061 usuários em planos de assistência médica, o maior número desde dezembro de 2014.

“Esses cursos não apenas beneficiam os estudantes e suas futuras carreiras, mas também têm um impacto significativo na saúde e no bem-estar da sociedade como um todo”, completa.


Comments


bottom of page