top of page

Chuva mata em Petrópolis e em Angra dos Reis

Rio de Janeiro, 21/3/2022

Por Redação GBNEWS

Foto: Metropoles

Uma chuva com intensidade extrema deixou mais um rastro de destruição e medo em Petrópolis neste domingo (20). A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros confirmaram ao menos cinco mortos e duas desaparecidas. O boletim foi divulgado na madrugada desta segunda-feira (21). Na cidade, há registros de 95 ocorrências, entre deslizamentos e alagamentos. Em angra dos reis duas pessoas morreram.


A Defesa Civil Estadual (Sedec-RJ) e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) estão mobilizados, atuando para prevenir e minimizar danos causados pelas chuvas que atingem o Estado, desde ontem.

Em Petrópolis, a corporação mobilizou as unidades especializadas para apoiar as operações: Grupamento de Busca e Salvamento e 1° Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente. Até o momento, o CBMERJ já recebeu cerca de 40 chamados, entre eles, para salvamento de pessoas ilhadas em diversos pontos e deslizamentos na Rua 24 de Maio; na Rua Pedro José Stumpf Sobrinho, no Bingen; e na Rua Olga Castrioto, no bairro São Sebastião; todos sem vítimas. Os militares atuam também em desabamentos no Morro da Oficina, no Alto da Serra, onde foram registrados dois óbitos; na Rua Washington Luiz, há cinco vítimas, sendo dois óbitos, duas pessoas desaparecidas e uma vítima resgatada com vida, encaminhada para o hospital Santa Teresa. No Valparaiso, na Rua Pinto Ferreira, também há um óbito.

Em Angra dos Reis, até as últimas horas de ontem (20), o registro pluviométrico foi de 271.69 mm, em 12 horas. Foram ocorrências relativas a retiradas de pessoas em pontos de alagamento e diversos cortes de árvores. Em uma das ocorrências, uma árvore caiu sobre um carro, deixando duas vítimas fatais.

Na Região Metropolitana, as equipes atenderam a oito acionamentos de inundações e alagamentos.


Comentários


bottom of page