top of page

Cedae: Sistemas Guandu e Acari seguem com operação reduzida

Rio de Janeiro, 15/01/2024

Por Redação

Principais produtores de água tratada da Capital e Baixada Fluminense, os sistemas Guandu e Acari, administrados pela Cedae, seguem com a operação reduzida, nesta segunda-feira (15/01), após um forte temporal atingir a Região Metropolitana do Rio, no último fim de semana. Isso impacta diretamente a distribuição de água realizada pela Águas do Rio nestas regiões.

 

No domingo (14/01), a Cedae precisou reduzir severamente a produção no Sistema Guandu, após detectar alterações na qualidade da água bruta que é captada no Rio Guandu e processada na estação de tratamento, situada em Nova Iguaçu, um dos municípios mais atingidos pela forte chuva dos últimos dias. Responsável por 80% do abastecimento da Capital e Baixada, ele chegou a 19% da capacidade ontem, e nesta segunda-feira (15/01) opera com 54%.


Já o Sistema Acari, também operado pela Cedae, teve operação paralisada no sábado (13/01), também em decorrência da chuva. De acordo com a estatal, a medida emergencial foi adotada para controlar a qualidade da água captada nos mananciais que o compõem. No domingo (14/01), com a melhoria da qualidade da água em algumas represas, a operação de parte delas foi parcialmente retomada. Composto pelas represas São Pedro, Rio d’Ouro, Tinguá, Xerém e Mantiquira, localizadas na Serra do Tinguá, o Sistema Acari produz água que é utilizada para o abastecimento de parte da Baixada Fluminense.


Ainda na Baixada Fluminense, em razão das chuvas, a operação da Estação de Tratamento de Água (ETA) Japeri, sob gestão da Cedae, foi parcialmente paralisada na noite do último sábado (13/01) e totalmente interrompida na tarde deste domingo (14/01). Em função disso, o abastecimento em todo o município está suspenso.

 

· Regiões afetadas: Rio de Janeiro (Centro e zonas Norte e Sul), Belford Roxo, Duque de Caxias, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Nova Iguaçu, Queimados e São João de Meriti.


Neste período de grave impacto no abastecimento, a Águas do Rio orienta os seus clientes a fazer o uso consciente da água, adiando tarefas que demandem alto consumo, e reservando a água de cisternas e caixas d’água para atividades prioritárias.

 

A empresa esclarece que o fornecimento será normalizado, de forma gradativa, após o restabelecimento integral da produção de água nos principais Sistemas Guandu e Acari, operados pela Cedae.

 

A concessionária segue à disposição através do 0800 195 0 195, disponível para ligações gratuitas ou mensagens via WhatsApp.

 

Comentários


bottom of page