top of page

Candidatura de Mourão acende a luz amarela no Palácio Guanabara e no PL

Rio de Janeiro, 20/8/2021

Por Redação GBNEWS

Mourão não confirma se será candidato ao governo do Estado do Rio


A corrida ao governo do Estado do Rio de Janeiro começou com os políticos de olho nas urnas em outubro de 2022. O governador Cláudio Castro e seu partido, o PL, que tem hoje cerca de 32 prefeituras fluminenses e dois senadores – Carlos Portinho e Romário Farias – estão com a pulga atrás da orelha. Numa situação da pesquisa, Mourão chega na frente.


É que pode surgir a candidatura do vice-presidente General Hamilton Mourão (PRTB) e, com isso, perder o apoio do presidente Bolsonaro (sem partido) e seus seguidores como a deputada estadual Alana Passos, que tem reduto eleitoral na Baixada Fluminense. Ela já se prepara para deixar o PSL e ir para o PTB para apoiar Mourão e quem sabe, ser vice na chapa. Outros parlamentares bolsonaristas poderão engrossar a tropa de choque de Mourão caso seja candidato.


Outro que pode embarcar na candidatura do general é o deputado federal Otoni de Paula (PSC), alvo nesta sexta-feira (20) da Polícia Federal que fez buscas nas suas residências (Rio e Brasília) e no gabinete da Câmara. Nas redes sociais fez sérias ameaças à democracia e ao STF. Otoni pensa em disputar a única vaga ao senado que estará em jogo no ano que vem.


Numa pesquisa divulgada nesta quarta-feira (18), pelo Instituto GERP, num cenário, incluindo os nomes de Hamilton Mourão e Eduardo Paes, ao governo do Estado, o vice-presidente seria o líder com 18%, seguido por Paes com 15%, Freixo em terceiro com 12%, Rodrigo Neves (PDT) com 7% e Cláudio Castro com apenas 6%.


No primeiro cenário das entrevistas, Marcelo Freixo (PSB) lidera a corrida ao governo fluminense, seguido de Rodrigo Neves e Cláudio Castro empatados tecnicamente.


O levantamento ouviu 1.200 pessoas entre 10 e 17 de agosto e a margem de erro é de 2,8 pontos percentuais para mais ou menos.


Comentários


bottom of page