top of page

Biotec Maricá completa 1 ano de inovações na busca pelo futuro sustentável

Rio de Janeiro, 16/6/2023

por Redação GBNEWS

Inauguração Ciamar (foto arquivo/Renan-Destri)


Um ano de trabalho, ações e muito esforço na busca pelo futuro sustentável. Essa é a síntese da Biotec Maricá, subsidiária da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), que completou um ano de atividades nesta quinta-feira (15). A missão da Biotec é transformar e criar produtos naturais que tenham como base a sustentabilidade, a ecologia, a proteção e a recuperação do meio ambiente. Com a Biotec, plantas viram medicamentos naturais sem aditivos químicos, produtos agrícolas passam a ser cultivados de forma orgânica, animais como camarões são cultivados em tanques com água em sistema fechado, sem poluir o meio ambiente. Estes são apenas alguns exemplos do que os profissionais da Biotec vêm fazendo, sempre com a premissa da inovação. “Completamos um ano de trabalho, sempre com todo o apoio da Codemar e muita dedicação das pessoas que fazem parte da empresa, procurando cumprir a encomenda do prefeito Fabiano Horta, que são projetos que possam gerar emprego e renda no município, diversificando a sua base econômica”, afirma Eduardo Britto, presidente da Biotec. Missão Entre os projetos da empresa, estão o Ciamar, a Farmacopeia, o Inova Agroecologia e o Lagoa Viva. E muito mais vem pela frente. “Dessa maneira a Biotec cumpre a sua missão, que é transformar recursos naturais em produtos sustentáveis e saudáveis, gerando emprego e renda pro município. E também transformando Maricá mais uma vez numa referência em economia circular e sustentável”, acrescenta Eduardo Britto. Para essa missão ser bem sucedida, os colaboradores da empresa exercem papel fundamental. Entre eles, está Simone Frôfe Giorno, chefe de gabinete da presidência da Biotec: “Fazer parte desta construção faz com que eu veja de perto os impactos desses trabalhos que estão sendo desenvolvidos, que proporcionam um futuro melhor e digno para as próximas gerações, principalmente para nossos filhos”, conta. “Maricá é uma cidade que se preocupa com os impactos ambientais, sociais e a melhoria da qualidade de vida de seus munícipes”, acrescenta. Veja abaixo algumas das ações da Biotec e como elas vêm transformando a cidade de Maricá

Inova Agroecologia A diversidade é a principal ferramenta do projeto. Semanalmente há colheita de tomates especiais de diferentes colorações, formatos e sabores, batatas doces de casca e polpa colorida, mandioca, quiabo, cana-de-açúcar, arroz vermelho, feijões, pitaya, mini abóbora. Os cultivos funcionam como modelo para capacitação de agricultores e agricultoras. Já há duas estufas de 250 metros quadrados com cerca de 300 plantas em 36 variedades de tomates. A estimativa de colheita é em torno de 700 kg por safra. Nos últimos meses, foram colhidas 10 toneladas/ha de abóbora menina brasileira e 6 toneladas/ha de quiabo, além de tipos de feijão. Ainda serão cultivadas fruta-do-conde, diversas variedades de bananas, maracujás e abacates para estimular a agroindustrialização das frutas e agregar valor aos produtos. Farmacopeia

Busca a promoção da saúde pelo aumento no acesso às plantas medicinais, óleos essenciais e fitoterápicos. Os produtos serão de amplo uso, incluindo as terapias humanas e veterinárias. Já foram instaladas duas estufas automatizadas e dois viveiros de mudas, totalizando 860 metros quadrados para cultivo de 25 espécies de plantas medicinais tropicais, adaptadas a Maricá, como a erva-baleeira, pimenta rosa, pitanga, araçá, jaborandi. Também há a produção de cogumelos para extração da psilocibina, para compor o Centro de Inovação em Agroecologia e Biodiversidade (CIAB). Haverá a implantação de 2.000 metros quadrados para farmácia viva. Ciamar É o Centro de Inovação em Aquicultura de Maricá. Já tem funcionando dois grandes tanques onde estão sendo criados camarões 60% mais saudáveis. Serão no total 10 tanques de grande capacidade e outros 20 com capacidade de 5 mil a 10 mil litros. Quando pronta, a estrutura contará, ainda, com uma fábrica de ração e um frigorifico moderno, construindo com os critérios necessários para obter o selo de inspeção Federal (SIF). O Ciamar também vai montar na Fazenda Nossa Senhora do Amparo grandes tanques de criação de tilápia, com o sistema de aquaponia, que é a produção integrada de peixes e vegetais. A água recircula e permanece limpa, com nutrientes. Lagoa Viva

(Foto Katito de Carvalho)

É um projeto inédito e inovador que está dando vida nova à Lagoa de Araçatiba. E também está criando novas e criativas tecnologias de saneamento. É uma parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF). A base de tudo são os micro-organismos lançados na água, sem componentes químicos e inofensivo para animais, plantas e pessoas. Desde o início do projeto, a quantidade de biodiversidade aumentou na lagoa.


bottom of page