top of page

Assassino da atriz Daniella Perez vai a culto e morre horas depois

Rio de Janeiro, 07/11/2022

Por Redação GBNEWS

Guilherme de Pádua virou pastor assim que saiu da cadeia


Poucas horas antes de morrer na noite deste domingo (06), o ex-ator Guilherme de Pádua, tinha ido a um culto segundo o pastor Marcio Valadão, líder da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, Minas Gerais.


Valadão por meio de uma transmissão ao vivo nas redes sociais, disse que o mineiro Guilherme de Pádua, 53 anos, passou mal dentro de casa, onde veio a falecer.


— Pouco antes das 22h, recebi o telefonema de uma irmã falando de um dos nossos pastores que acabou de falecer. Para mim, foi um impacto muito grande, porque hoje de manhã eu dirigi o culto e ele estava com a esposa no primeiro banco — contou o pastor em live.


Assim como Valadão, Pádua também era pastor na Lagoinha. Ele ficou conhecido em todo o Brasil depois de ter assassinado a atriz Daniella Perez em 1992.


— Ele praticou aquele crime tão terrível com a Daniella Perez, foi preso, cumpriu a pena e se converteu. Ele estava dentro de casa, caiu e morreu — afirmou Marcio Valadão.


Guilherme de Pádua matou a sua colega de elenco e par romântico na novela global Corpo e Alma, no Rio em dezembro de 1992. Com a ajuda da sua então mulher, Paula Nogueira Thomaz, Guilherme praticou o crime com instrumento perfurocortante, (uma tesoura segundo o assassino, um punhal segundo o autor da autópsia).


Daniella Perez era filha da autora de novelas Glória Perez.


Comentarios


bottom of page