Hospital Oceânico de Niterói completa seis meses salvando vidas

Primeira unidade do Estado do Rio de Janeiro exclusiva para o tratamento de pacientes com Covid-19, o Hospital Municipal Oceânico de Niterói, em Piratininga, completa seis meses de funcionamento neste sábado (10). Neste período, a unidade já atendeu 815 pessoas com o novo coronavírus.
 

“O Hospital Oceânico já salvou centenas de vidas. Esta é uma unidade de referência, não só pela sua estrutura como pela equipe médica de excelência. Este hospital é, sem dúvida, um exemplo de hospital público no Brasil para o atendimento da Covid-19”, destaca o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira.

Ele destaca que a criação do Hospital Oceânico é mais uma das medidas da Prefeitura para o combate ao novo coronavírus, que incluem a sanitização de ruas e comunidades, a distribuição de kits de limpeza, o centro de referência de quarentena, a realização de testagem rápida da Covid-19, contratação de mais 1.200 profissionais de saúde e a criação de programas sociais para apoiar as famílias vulneráveis, como o Renda Básica Temporária e a entrega de cestas básicas.

 

A Prefeitura de Niterói arrendou o hospital privado, que estava fechado, por R$ 1,7 milhão no período de 12 meses, e realizou obras de adequação para receber os primeiros pacientes em tempo recorde: 20 dias. Atualmente, a unidade conta com 136 leitos com respiradores e todo o suporte necessário para os pacientes. Ao fim desse período de 12 meses será avaliada a necessidade ou não de continuidade de funcionamento da unidade de acordo com a evolução da pandemia na cidade.

Rafael Carraro, diretor médico do Oceânico, explica que o local recebe pacientes graves com Covid-19 transferidos de outras unidades. Por isso, além do atendimento médico mais moderno, é fundamental manter a transparência e o diálogo com os familiares.

“Aqui o diálogo é fundamental para construir melhor a assistência para a obtenção de melhores resultados. Lidamos com os pacientes e seus familiares de maneira clara, explicando de forma humana, delicada, o diagnóstico e como é o tratamento”, disse.

A responsável técnica da Psicologia da unidade, Liz Pestana, explica que são muitos os desafios e momentos dramáticos no atendimento aos familiares de pacientes com o novo coronavírus na unidade hospitalar.

“Esse suporte para os pacientes e familiares é fundamental. É um trabalho pontuado em validar os sentimentos gerados pela internação, acolhendo a dor psíquica pelo impedimento das visitas presenciais que elevam a ansiedade desses familiares”, conta.

 

Atendimento – Além do Hospital Municipal Oceânico de Niterói, o tratamento para pacientes com a Covid-19 ou com suspeita da doença é feito em quatro unidades da Prefeitura referenciadas: Hospital Municipal Carlos Tortelly, Hospital Municipal Mário Monteiro e as Policlínicas da Engenhoca e do Largo da Batalha.

Testes de Covid – A testagem rápida para o diagnóstico de Covid-19 está disponível gratuitamente para os moradores de Niterói em cerca de 50 locais, entre módulos do Programa Médico de Família, Policlínicas Regionais e Unidades Básicas de Saúde, além dos exames realizados no modelo drive thru, com agendamento pelo aplicativo Dados do Bem.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino