Wilson Witzel sofre derrota vergonhosa na Alerj: 69 votos a zero

O governador do Estado do Rio, Wilson Witzel (PSC) afastado do cargo desde o dia 28 de agosto pelo STJ por 180 dias, sofreu mais uma estrondosa derrota. Na noite desta quarta-feira (23), por 69 votos a zero teve o seu processo de impeachment aprovado e agora vai ser julgado por uma comissão mista.

                                                             Witzel sofre derrota vergonhosa na Alerj

 

Witzel fez sua defesa por videoconferência e falou que estava sendo vítima de linchamento. Ele é suspeito de ter participado da quadrilha de corruptos que se instalou na Secretaria de Estado de Saúde (SES) neste período de pandemia da Covid-19.

 

Na sessão da Assembleia Legislativa (Alerj) ficou claro que Witzel não teve competência nenhuma para a articulação política. Não soube escolher seus líderes e fechou as portas do legislativo. Não teve sequer um voto de companheiro do seu partido o PSC.

 

No STJ responde processo criminal e no Rio, uma comissão mista formada por cinco deputados estaduais e cinco desembargadores vão julgar se o mandato será cassado ou não. Wilson Witzel está próximo do impeachment. Para evitar que fique inelegível só tem um caminho a renúncia.

 

Triste fim de um ex-juiz federal e ex-fuzileiro naval que ganhou a eleição com o discurso de que iria acabar com a corrupção e com a violência no estado. Governo apenas um ano e 9 meses e mesmo antes de tomar posse no palácio Guanabara já dizia que queria ser Presidente da República.

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino