Bike Peró será lançado em outubro em Cabo Frio

A partir de 1º de outubro, a zona turística da Praia do Peró, em Cabo Frio, será patrulhada por guardas municipais e PMS com o emprego de bicicletas, motos e carros. O projeto Bike Orla foi anunciado na noite de quinta-feira (17), no Hotel Paradiso Praia, durante a reunião do Conselho Comunitário de Segurança (CCS). O programa vai consolidar a integração dos agentes municipais e estaduais na segurança da zona turística do Peró, que recebeu novos empreendimentos depois que a praia conquistou a Bandeira Azul, selo internacional de qualidade, que vem atraindo muitosturistas, inclusive do MERCOSUL. Durante o encontro, foi lançado o QR Code da segurança.

                                                                    Na reunião sobre segurança, a Guarda Municipal anunciou o projeto Bike Peró

 

Presidente do CCS e da Associação Comercial, Industrial e Turística de Cabo Frio, Patrícia Cardinot disse que esta integração é cobrada há anos pelos moradores, turistas e entidades. Apesar de ter registrado um caso de latrocínio há poucos dias, o que motivou a reunião, Cardinot afirmou que o Peró é um dos locais mais seguros entre os destinos turísticos fluminenses.

 

 

Segundo o coronel Rodrigo Ibiapina, comandante do 25º BPM (Cabo Frio), em oito meses de 2020 a 126ª DP registrou apenas dois roubos no Peró.

 

-- A segurança é um dos requisitos para a manutenção da Bandeira Azul. Apesar de os índices de criminalidade ser muito baixos, a prevenção é muito importante através da PM, da Guarda Municipal e da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) – comentou Patrícia Cardinot.

 

O coronel Ibiapina disse que a subnotificação de crimes atrapalha o planejamento da PM para elaborar a mancha criminal de uma região. Ele falou da dificuldade de efetivo (o 25º BPM perdeu há pouco 36 agentes que foram cedidos ao TRE ou se afastaram, pois são candidatos a cargos eletivos).

 

-- Dois roubos em oito meses é um índice extremamente baixo. A PM trabalha com técnica, com a mancha criminal. Se as vítimas não forem à delegacia fazer o registro da ocorrência nós não vamos ficar sabendo do ocorrido. Como aconteceu em Búzios, esta integração com a Guarda Municipal será importante para melhorar o policiamento preventivo no Peró – previu o comandante.

 

Durante a reunião, o coronel Ibiapina apresentou uma novidade para facilitar o contato da população com o 25º BPM. Criado pelo subtenente Sandro, um QR Code da segurança será afixado em pontos estratégicos de Cabo Frio, graças a uma parceria com a ACIA. O primeiro foi colocado no Hotel Paradiso Peró. O QR Code é um código de barras bidimensional que pode ser facilmente escaneado na maioria dos telefones celulares. QR (“Quick Response”) significa resposta rápida. Ibiapina também colocou os celulares do batalhão para chamadas urgentes: 22-26490190 ou 22-26498669.

 

O inspetor Michel Peçanha, da 126ª DP, disse que a subnotificação “é o maior mal da Polícia Civil” e orientou a população a fazer os registros na própria ou delegacia ou então através da delegacia virtual, sem precisar sair de casa. Ele destacou a integração da Civil com a PM em Cabo Frio, afirmando que com esta união foi possível reduzir os casos de homicídios e tráfico na cidade. Ele lembrou a elucidação do latrocínio no Peró e disse que o bairro é um dos mais seguros de Cabo Frio.

 

Em relação à propagação de notícias falsas em Cabo Frio, sobretudo através das redes sociais, Peçanha lembrou que o infrator que propagar notícias sem fundamento está incurso no Artigo 287-A do Código Penal (Divulgar notícia que sabe ser falsa e que possa distorcer, alterar ou corromper a verdade sobre informações relacionadas à saúde, à segurança pública, à economia nacional, ao processo eleitoral ou que afetem interesse público relevante), com pena de multa ou de seis meses a dois anos de prisão. Peçanha colocou o telefone da 126ª DP para denúncias: 22-9883318038.

 

Comandante interino da UPAM (Polícia Ambiental), o tenente Allan ouviu pedidos da comunidade para reforço de policiamento nas áreas de proteção ambiental do Peró. Ele pediu aos moradores e veranistas que denunciem crimes ambientais através do telefone 22-264776064.

 

-- Nós não temos equipes na rua fazendo patrulhamento ostensivo, mas procuramos checar e agir quando recebemos denúncias de crimes ambientais – afirmou o oficial.

                                                                                 Primeiro QR COD foi instalado na recepção do Hotel Paradiso Praia

 

Gerente do Hotel Paradiso, Márcio Nascimento falou em nome da hotelaria e dos Amigos do Peró. Comemorou a integração da PM com a Guarda Municipal e lembrou que, após a Bandeira Azul, a orla do Peró passou a receber muitos turistas estrangeiros, sobretudo do Chile e da Argentina, ao justificar a necessidade de policiamento ostensivo na zona turística, sobretudo à noite.

 

Roberto Saci pediu mais atenção da Guarda Municipal no trânsito da Ogiva e Conchas, principalmente nos feriadões. Marta Rocha pediu maior fiscalização no Pontal do Peró, que passou a receber um número muito grande de visitantes, informando que áreas estão sendo desmatadas por flanelinhas para abertura de estacionamentos clandestinos.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino