Turismo fluminense perde Sérgio Mello

Nos últimos 40 anos, ele foi um dos nomes mais importantes do turismo fluminense. Aos 64 anos, morreu neste domingo (13), vítima de câncer, Sérgio Mello, que desde 1982 ocupou várias gerências em diversas diretorias da Companhia de Turismo do Estado do Rio (Turisrio).  Nestas quatro décadas, ele foi o maior incentivador do turismo no interior fluminense e interlocutor da regionalização do estado junto ao Ministério do Turismo. Sérgio será cremado nesta segunda-feira (14) no Crematório da Penitência, no Rio.

Apaixonado pelas belezas naturais do Estado do Rio, Sérgio também foi Secretário de Turismo de São Pedro da Aldeia e Subsecretário de Turismo de Búzios. Ele se desligou da Turisrio em 2019, como diretor de Operações. Sérgio também foi diretor de Administração e Finanças do IPEM-RJ.

Num dos últimos eventos como diretor da Turisrio, Sérgio Mello afirmou que “a região Sudeste é sem dúvida a maior emissora de turistas da América Latina para o Rio, principalmente, de turistas paulistas”. Mello era um dos maiores incentivadores dos encontros de motociclistas, pois via nos eventos a melhor alternativa para fomentar a economia do interior na baixa temporada.

 

-- O Estado do Rio perde um grande apaixonado e conhecedor do interior. Sérgio foi um amigo de três décadas, sempre com muita garra nos projetos que abraçava em prol do turismo – disse Thomaz Weber, hoteleiro de Búzios e ex-presidente da Turisrio.

 

Marco Navega, presidente da Federação de Conventions Bureau do Estado do Rio e do Conselho de Desenvolvimento do Turismo da Costa do Sol (Condetur) lamentou a morte de Sérgio Mello e lembrou a atuação dele nos projetos para desenvolver o turismo na Costa do Sol.

 

-- Ele foi um baluarte no turismo fluminense, sempre pronto a atender os municípios. Era incansável na aproximação das cidades com o governo estadual, desde a época do governo Brizola – recordou Roberto Saci, hoteleiro e ex-Secretário de Turismo de Cabo Frio.

 

Presidente do Fórum estadual dos Secretários de Turismo, Leonardo Anderson lembrou que Sérgio Mello ajudou muito na construção do Condetur:

 

-- Ele sempre prestigiou e deu grande contribuição na condução da governança regional do turismo na Costa do Sol.

 

Responsável pela criação da Fundação de Turismo de Angra dos Reis (TurisAngra), Manoel Francisco de Oliveira recorda com carinho de Sérgio de Mello, que conheceu na posse do Conselho de Turismo de Angra logo após a fundação da TurisAngra. “Até que enfim esta Ferrari (Angra) tem um piloto” – brincou Sérgio de Mello.

 

-- Costumava telefonar para o Sérgio para lembrar que a Ilha Grande é de Angra dos Reis. Ele morria de rir. Sua morte é uma grande perda para o turismo fluminense – lamentou Manoel Francisco.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino