Corrupção: Polícia faz buscas no prédio de Crivella e na Prefeitura do Rio


A prefeitura do Rio é alvo na manhã desta quinta-feira (10) de uma operação de buscas do ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Polícia Civil do RJ que cumprem 22 mandados de busca e apreensão. Operações também estão sendo realizadas na Baixada Fluminense e Região Serrana.

Viatura policial estacionada na porta da Prefeitura na Cidade Nova (foto reprodução/TV)

A força-tarefa investiga um suposto esquema de corrupção na administração municipal carioca. Equipes estão no Centro Administrativo, na Cidade Nova; no prédio onde mora o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), na Barra da Tijuca; no Palácio da Cidade, em Botafogo; em Jacarepaguá, na casa de Eduardo Lopes, ex-secretário estadual de Agricultura e suplente do então senador Marcelo Crivella. Empresários também são alvos desta operação.

O 1º Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Rio expediu 22 mandados de busca e apreensão, pedidos pelo Grupo de Atuação Originária Criminal (Gaocrim) -- que investiga agentes públicos com foro privilegiado.

Ainda não há confirmação se Crivella é alvo da operação. A assessoria do Prefeito do Rio até o momento não se manifestou.