Maricá faz o que é obrigação do Estado: manutenção das pistas e paisagismo nos canteiros da RJ-106


A prefeitura de Maricá que faz a manutenção do asfalto e limpeza da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), no trecho que corta o município, está fazendo agora um trabalho de paisagismo no canteiro central da estrada que é de responsabilidade do governo estadual.

(fotos Clarildo Menezes)

O projeto abrange ainda os canteiros das pistas laterais. Atualmente o serviço vem sendo realizado na altura da região do Manu Manuela (quilômetro 19) e próximo ao Centro, altura do Posto de Abastecimento Municipal (km, 28,5). Assim como nos outros já finalizados, foram plantadas palmeiras das espécies imperial e ‘rabo de raposa’ e plantas decorativas, além de canaletas centrais para escoar a água da chuva.

Também foram plantadas palmeiras no canteiro de São José de Imbassaí (km 22), que receberá tratamento de paisagismo. No km 28 (onde ficava o antigo pórtico) e do Flamengo (km 29), o trabalho já foi finalizado. As ações nestes locais começaram no ano passado, sendo o primeiro local a ser restaurado o do km 28, na altura do antigo pórtico da entrada da cidade.

De acordo com o diretor de Parques e Jardins da autarquia de Serviços de Obras de Maricá (Somar), Francisco Lameira, o próximo canteiro a receber o tratamento paisagístico fica na altura do Vale da Figueira, perto da subida da serra do Mato Grosso. “Ali será dado o mesmo tratamento, e vamos instalar também um letreiro semelhante ao que existe em Inoã, para recepcionar quem chega da Região do Lagos”, revelou o arquiteto.

Desde 2017, a Prefeitura de Maricá mantém um acordo com o Departamento de Estradas de Rodaram do Estado (DER-RJ) que permite ao governo municipal realizar diferentes intervenções no trecho de 33 quilômetros da RJ-106 que corta a cidade. Desde então, houve desde a iluminação de passarelas de pedestres a obras de macrodrenagem para evitar alagamentos, além da criação de um novo acesso para o Condado, na altura do km 31.