Solidariedade para recuperação de jovens

 

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) deu parecer favorável ao projeto de lei 2723/2020, da deputada Rosane Felix (PSD), para prorrogar a permanência de internos maiores de 18 anos, nas instituições de acolhimento de crianças e adolescentes, por até 180 dias após o término do decreto estadual de calamidade pública devido ao novo coronavírus.

 

Pela legislação brasileira, ao completar a maioridade (18 anos), o jovem acolhido institucionalmente deve sair do abrigo em que se encontra, mesmo tendo um histórico de abandono familiar, baixa escolaridade e muitas vezes sem recursos para o próprio sustento.

 

“Durante a pandemia da Covid-19 muitos jovens estão prestes a completar a maioridade e devem deixar as instituições, mas não há políticas públicas que auxiliem estes jovens no melhor enfrentamento desse momento de vida, por isso é fundamental autorizar a permanência deles nas instituições de acolhimento até que as condições de normalidade sejam atendidas”, afirma Rosane Felix, presidente da Comissão de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso na Alerj.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino