Itaipuaçu sem policiamento, fiscalização e vítima de multas abusivas

O distrito de Itaipuaçu, em Maricá, continua com a fama de patinho feio do município embora é o que mais cresce na cidade, tem comércio ativo e apesar da pandemia da Covid-19, tem a construção civil como uma das maiores geradoras de empregos

                                                                           Subida perigosa da serrinha em direção a Itaipu (fotos Agência GBNEWS)

 

Sem fiscalização e policiamento as irregularidades e violência são constantes. Como exemplo, uma carreta subiu na manhã desta terça-feira (30) a Serra da Tiririca que liga Itaipuaçu (Maricá) a Itaipu (Niterói). Não há acostamento e o trânsito é proibido para veículos pesados.

Motoristas que seguiam para Itaipu, deram meia trava na grande curva de subida para se distanciar da carreta lotada de material de construção. O medo tomou conta de todos porque um acidente seria fatal. Na descida, fila indiana de automóveis porque não há acostamento e muito menos áreas de ultrapassagem. A via é de mão dupla, cheia de curvas e sem sinalização. A noite, no lado de Niterói a situação é mais crítica, porque além da falta de sinalização as pistas estão esburacadas.

 

Numa live ao vivo na tarde desta segunda-feira (29), Marcelo Bessa (foto divulgação), do portal Itaipuaçu Site, fez sérias denúncias contra os agentes de trânsito de Maricá. Eles apareceram em Itaipuaçu e no centro comercial do Barroco, multaram veículos estacionados nos recuos e em ruas próximas. “Essas multas são abusivas, caça níquel porque não há nenhuma placa indicando que o estacionamento é proibido. Nessas horas, os orientadores de trânsito desaparecem”, disse Bessa mostrando a ausência das placas proibindo estacionar e denunciando também a inexistência de sinalização de trânsito nas principais vias de Itaipuaçu.

 

Marcelo Bessa colocou a gravação da live a disposição dos motoristas, que por acaso receberem as multas e  forem recorrer. O comunicador alertou também para a iluminação pública deficiente e ausência de quebra molas na orla revitalizada da Praia de Itaipuaçu, onde os assaltos são constantes, principalmente à noite com a falta de policiamento.

 

Maricá tem uma população estimada em 160 mil habitantes e pelo menos de 35 mil a 40 mil moram em Itaipuaçu, além das centenas de casas de veraneio cujos proprietários também têm título de eleitor na cidade.

 

Para a eleição municipal deste ano, Maricá tem 118.817 eleitores, 317 seções eleitorais e 37 locais de votação. Uma boa fatia desse bolo eleitoral está em Itaipuaçu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino