Coronel médico assume a Saúde do estado no lugar de Ferry


O governador Wilson Witzel (PSC) anunciou na manhã desta segunda-feira (22), que o coronel médico do Corpo de Bombeiros Alex Bousquet assumirá a Secretaria de Saúde do Estado no lugar do clínico geral Fernando Ferry.

Alex Bousquet vai substituir Fernando Ferry

Ferry pediu exoneração num vídeo divulgado agora de manhã no jornalístico “Bom Dia Rio’ da TV Globo. Ele entregará a carta de demissão hoje à tarde e no vídeo diz que “tentou resolver os graves problemas da saúde”. Ferry sai com cerca de 30 assessores que chegaram juntos com ele há pouco mais de um mês. O clínico geral substituiu Edmar Santos que foi exonerado por Witzel em meio às investigações de irregularidades na saúde.

Ferry considera desnecessário concluir a instalação de cinco unidades de campanha no Estado porque há vagas nos leitos dos hospitais. Explica que o custo mensal com RH por leito de UTI no hospital de apoio é de R$ 43.780,82 e por leito de enfermaria com RH é de R$ 33.951,45.

O secretário deixa a pasta durante a pandemia do novo coronavírus com 96.133 infectados e 8.875 óbitos em decorrência da doença até o momento, segundo os dados disponibilizados pela Secretaria Estadual de Saúde, neste domingo.

Substituto de Fernando Ferry, Bousquet tem pós-graduação em Gestão Operacional nas Organizações de Saúde pela Fundação Ceperj e está cursando MBA Executivo em Saúde da Fundação Getúlio Vargas.

O coronel bombeiro vai assumir num momento difícil para a secretaria, que ainda não se recuperou dos eventos que levaram à prisão dois ex-subsecretários e um superintendente. Dos sete hospitais de campanha previstos, só os do Maracanã e de São Gonçalo estão funcionando. Estudo técnico da secretaria aponta que é melhor nem inaugurar os outros cinco.