Prefeitura de Maricá fiscaliza cumprimento das restrições nos comércios

A cidade de Maricá, Região metropolitana II do Rio de Janeiro, prossegue com a bandeira amarela 1 de flexibilização dos comércios. Para que o decreto da prefeitura seja respeitado, o Procon e a subsecretaria de Trânsito e Posturas estão nas ruas para verificar se os comerciantes estão obedecendo as restrições

                                                                                                                   (fotos Marcos Fabrício)

“Nossa atuação está sendo feita de forma educativa. Estamos indo aos comerciantes e mostrando o decreto, orientando os que ainda não estão adequados, tentando fazer com que o comerciante crie um estreitamento melhor com o consumidor nessa situação atípica em que foge muita coisa da lei. Tem que ter bom senso no lidar com essa relação de consumo”, disse a coordenadora do Procon Maricá, Ariana Siqueira.

 

No Centro, os fiscais notificaram duas lojas. Na Rua Ribeiro de Almeida, na área bancária, onde fica a Casas Bahia, uma multidão aguardava para entrar na loja. A gerente foi procurada e comunicada sobre a responsabilidade de demarcar a calçada, para que as pessoas pudessem aguardar pelo atendimento respeitando a distância de um metro e meio.

 

“Nós entendemos que muitos comerciantes ainda estão se adequando e mesmo sabendo que seria responsabilidade do estabelecimento, intervimos para amenizar a situação, mas precisamos da colaboração deles. E da população também, até porque eles precisam se conscientizar e nos ajudar”, explicou o subcomandante da Guarda Municipal, Jean Medeiros.

Na loja Casa, que fica na Rua Domício da Gama, os agentes constataram que o número de pessoas por metro quadrado não estava sendo obedecida. Gerente da loja, Sara Goes se comprometeu a corrigir o problema. “Recebemos todas as orientações das medidas de segurança sobre o distanciamento social, a proibição de entrar no estabelecimento sem a máscara, a higienização de todos os carrinhos e cestas e os espaços que devem ser respeitados de um cliente para o outro. Isso é importante para que o nosso comércio continue evoluindo e crescendo na nossa cidade”, avaliou.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino