Covid-19: Prefeito de Maricá flexibiliza comércio e fecha as portas para turistas


Numa live ao vivo na tarde desta terça-feira (02), o prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), anunciou a flexibilização do comércio, a criação de quatro bandeiras, a exemplo de outros municípios, sendo a última o lokdown. Também falou sobre a intensificação das barreiras sanitárias e pediu que os turistas não tentem entrar na cidade neste período de isolamento social.

Fabiano Horta anuncia flexibilização do comércio (reprodução/Agência GBNEWS)

“Hoje estamos vivendo na bandeira laranja, ou seja, com somente os serviços essenciais funcionando. A partir de quinta-feira (04), passaremos para a bandeira amarela nível 1 com o comércio funcionando com restrições e com horários definidos como de 8 às 12h ou das 14 às 18h. Na outra semana, no período do feriadão de Corpus Christi (11) – quinta, sexta, sábado e domingo -, retornaremos a bandeira laranja. A bandeira amarela estágio 2 será com a saúde mais segura e, finalmente a bandeira azul, com a reabertura absoluta do comércio. A bandeira vermelha será o lokdown”.

Fabiano Horta disse que as barreiras sanitárias continuarão, principalmente no feriado de Corpus Christi.

“As praias e lagoas continuarão bloqueadas. Não é o momento dos moradores da cidade e visitantes usufruírem dessas localidades. É hora de mantermos o isolamento social”, disse Fabiano que estava no Gabinete de Crise com seus secretários Simone Costa (Saúde), João Maurício (Governo), Igor Sardinha (Desenvolvimento Econômico) e coronel Veras (Segurança). Como o espaço era pequeno, não puderam seguir o protocolo da OMS do distanciamento social de pelo menos 2 metros de um para o outro.

Segundo o prefeito, Maricá tem hoje 44% de ocupação dos 83 leitos disponíveis tanto no Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara quando no Hospital Municipal Conde Modesto Leal.