Cabo Frio também tem manifestação contra o racismo


Uma faixa foi colocada na ponte Feliciano Sodré, no Centro de Cabo Frio na manhã desta terça-feira (2), em protesto contra o preconceito racial. A faixa carregava a frase "Desconstrua seu racismo"

(Reprodução InterTV)

O tema ganhou repercussão mundial depois da onda de manifestações nos Estados Unidos depois que um homem negro desarmado foi assassinado por um policial branco.

Manifestações também aconteceram no Rio de Janeiro, neste fim de semana, pedindo o fim da violência policial com o movimento "Vidas negras importam", lembrando mortes de pessoas como o menino João Pedro Mattos, de 14 anos, que foi atingido por um tiro dentro de casa durante uma operação.

O protesto em Cabo Frio foi um ato pacífico na ponte que liga o Centro da cidade ao bairro da Gamboa e atravessa o Canal do Itajuru.

A iniciativa foi do Movimento Negro Perifa Zumbi e do Movimento de Mulheres da Região dos Lagos.

A faixa foi feita pelo estudante Arthur Santos com o objetivo de incorporar à movimentação mundial na luta antirracista e antifascista.

"A violência policial sempre foi uma característica do estado brasileiro, principalmente nas periferias e, na imensa maioria das vezes, as vítimas dessa política de extermínio foram os pobres, pretos e jovens. Por isso, estamos denunciando no mundo todo os absurdos que a polícia faz com os pobres e pretos. As vidas negras importam e essa política de extermínio do nosso povo não pode continuar", disse Antônia Veloso, integrante do Movimento Negro Perifa Zumbi.