Petrópolis vai receber mais 2,4 mil testes rápidos da Covid-19


Deputado Vinicius Farah destina, por emenda,

R$ 5 milhões para aquisição de 20 mil testes rápidos da Covid-19 na Região Serrana

Para que as cidades da Região Serrana possam testar mais pessoas da Covid-19, o deputado federal Vinicius Farah (MDB-RJ) destinou através de emendas extraorçamentárias R$ 5 milhões para aquisição de testes rápidos. São mais de 20 mil testes em sete cidades da Região Serrana, Em Petrópolis, os R$ 600 mil que serão enviados pelo governo federal vão custear 2,4 mil testes.

A testagem em massa da população é uma das recomendações da Organização Mundial da Saúde. A verba deverá estar na conta das prefeituras até o dia 30 de junho, de acordo com cronograma do Ministério da Saúde.

Os testes rápidos chegam às cidades no momento em que o Ministério da Saúde estabeleceu novo protocolo de testagem ampliando a aplicação de exames. Em Petrópolis, desde a terça-feira (26), todos os pacientes sintomáticos atendidos nos pontos de apoio, do Centro e Itaipava, que apresentem quadro clínico compatível com a doença e tenham mais de sete dias do aparecimento dos sintomas estão sendo testados.

Petrópolis recebeu uma primeira leva de 500 testes rápidos comprados com recursos próprios da prefeitura e aguarda o recebimento de mais 3,5 mil testes. E também recebeu duas remessas, do governo do Estado, totalizando 3,6 mil testes.

“Com mais 2,4 mil testes que estamos conseguindo, a cidade amplia sua capacidade de testagem, o que é fundamental para o município na sua política de enfrentamento ao coronavírius”, frisa o deputado Vinícius Farah.

Além de Petrópolis estão sendo beneficiadas as cidades de Três Rios com R$ 2 milhões, Paraíba do Sul (R$1 milhão), São José do Vale do Rio Preto (R$ 500 mil), Sapucaia (R $ 400 mil), Areal (R$ 300 mil) e Comendador Levy Gasparian (R$200 mil).

De acordo com o parlamentar, a cidade de Paraíba do Sul vai utilizar o recurso na abertura de 10 leitos de UTI, visto que o município já está fazendo um grande número de testes.

A distribuição de recursos levou em conta o número de habitantes. “Petrópolis tem um número maior de habitantes que as outras cidades, mas como destinamos ao município em dezembro de 2019 recursos para saúde no valor de R$ 6 milhões, conseguimos organizar os recursos com esses outros municípios agora”, explica Vinicius Farah (foto/divulgação).

A mudança de protocolo e maior número de testes são essenciais no Brasil. “Tivemos exemplos de que a testagem em massa é eficaz em países como a Coréia do Sul e Islândia, por exemplo, que testaram 10% da população e tiveram um bom resultado no enfrentamento ao coronavírus. De acordo com o número de habitantes dessas cidades que vamos destinar os recursos, esses valores conseguiriam testar cerca de 20% da população na maioria desses municípios. A volta à normalidade depende muito desses testes em massa. Acredito que a redução das curvas de contágio mais os testes, permitirão a volta num curto período de tempo”, destaca o deputado Vinícius Farah.