Maricá não repassa R$ 45 milhões para SG e vereador Chiquinho quer a construção de hospital em Itaipuaçu

(Agência GBNEWS/24HORAS) - A Prefeitura de Maricá não repassará os R$ 45 milhões como doação para a construção do Hospital de Campanha de São Gonçalo. Na Câmara de Vereadores de Maricá, Chiquinho (PSDB), votou contra essa doação e agora pergunta: não vai repassar esses milhões porque a Polícia Federal começou a investigar a farra com dinheiro público no combate a pandemia do coronavírus no governo do Estado do Rio?

                                        Chiquinho é o vereador mais votado da cidade e ex-presidente da Câmara Municipal

Chiquinho, que já se posicionou como pré-candidato a Prefeito de Maricá, sugere que esse dinheiro seja aplicado na construção de um hospital no distrito de Itaipuaçu,  localidade de maior concentração de moradores da cidade, com aproximadamente 60 mil habitantes, isso sem falar no bairro Jardim Atlântico, maior loteamento urbano da América Latina e o condomínio do Minha Casa Minha Vida que abriga cerca de 4.500 pessoas.

 

“Essas pessoas quando precisam de um hospital têm que pegar a RJ-106, andar 20 km para serem atendidas no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro. Ou então, subir a Serra da Tiririca e buscar atendimento nos hospitais públicos e privados de Niterói”, disse Chiquinho ao gbnews.com.br e ao 24horas.com.br.

 

Juntos, em abril, os prefeitos de Maricá, Fabiano Horta (PT), e Rodrigo Neves (PDT), de Niterói, assinaram um protocolo de intenções com o governador Wilson Witzel (PSC), doando R$ 90 milhões para a construção do Hospital de Campanha de São Gonçalo para atender somente casos de coronavirus.

 

Os R$ 90 milhões  não foram repassados ao Fundo Estadual de Saúde porque o governo de Wilson Witzel não enviou até o momento um plano sólido de ação do Estado para a implantação da unidade previsto no convênio.

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino